Autor Tópico: Rádio Observador  (Lida 248641 vezes)

pdf

  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 526
Re: Rádio Observador
« Responder #2490 em: Fevereiro 12, 2024, 01:15:32 pm »
O ex Cidade FM João Costa e Silva neste momento no ar.
Realmente uma excelente voz, muito radiofónica...

Sim, e a engasgar-se...

SamM

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 363
Re: Rádio Observador
« Responder #2491 em: Fevereiro 12, 2024, 02:48:50 pm »
Parabéns à Rádio Observador que cumpriu o minuto de silêncio em memória do João Oliveira e Pinto, em directo de Guimarães.

Mal a Antena 1 que teve o David Carvalho a interromper o minuto de silêncio vindo de Alvalade.

Não há nenhuma regra quanto a isso... Não estou a perceber a "indignação"...
Se calhar como a Antena1 tem um fluxo de informação muito grande para "despachar" aproveitou o momento.

Zeca 2021

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1018
Re: Rádio Observador
« Responder #2492 em: Fevereiro 12, 2024, 08:20:00 pm »
A ignorância no seu esplendor.
Início da transmissão do relato entre o Arouca e o Porto e quem está em estúdio dirige as primeiras palavras para quem está no estádio do Arouca, perguntando :
Então como foi comer essa Posta à Barrosã?

Mostra bem como num país tão pequeno o desconhecimento geográfico do país de quem está sentado em Lisboa é de ir às lágrimas. Arouca, aquele concelho minhoto tão perto de Montalegre e Boticas.

Nunca acabem, Observador.

Memorias da Radio

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2801
Re: Rádio Observador
« Responder #2493 em: Fevereiro 12, 2024, 10:32:21 pm »
A ignorância no seu esplendor.
Início da transmissão do relato entre o Arouca e o Porto e quem está em estúdio dirige as primeiras palavras para quem está no estádio do Arouca, perguntando :
Então como foi comer essa Posta à Barrosã?

Mostra bem como num país tão pequeno o desconhecimento geográfico do país de quem está sentado em Lisboa é de ir às lágrimas. Arouca, aquele concelho minhoto tão perto de Montalegre e Boticas.

Nunca acabem, Observador.

A equipa de relatos do Observador a Norte é de Barcelos, de onde advém a posta barrosã, é uma óbvia piada. Não se exalte que depois cai-lhe a dentadura. :P

Zeca 2021

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1018
Re: Rádio Observador
« Responder #2494 em: Fevereiro 13, 2024, 12:26:32 am »
A ignorância no seu esplendor.
Início da transmissão do relato entre o Arouca e o Porto e quem está em estúdio dirige as primeiras palavras para quem está no estádio do Arouca, perguntando :
Então como foi comer essa Posta à Barrosã?



Mostra bem como num país tão pequeno o desconhecimento geográfico do país de quem está sentado em Lisboa é de ir às lágrimas. Arouca, aquele concelho minhoto tão perto de Montalegre e Boticas.



Nunca acabem, Observador.

A equipa de relatos do Observador a Norte é de Barcelos, de onde advém a posta barrosã, é uma óbvia piada. Não se exalte que depois cai-lhe a dentadura. :P

Não tente proteger a ignorância de quem estava em estúdio que lá sabe ele onde fica Arouca e deve também pensar que Arouca deve ser nos confins do Norte de Portugal.

modernices

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 348
Re: Rádio Observador
« Responder #2495 em: Fevereiro 13, 2024, 09:15:08 am »
O Zequinha está sempre a ouvir! E mais que não gosta!

nelsonsoares

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 307
Re: Rádio Observador
« Responder #2496 em: Fevereiro 13, 2024, 12:58:01 pm »
Parabéns à Rádio Observador que cumpriu o minuto de silêncio em memória do João Oliveira e Pinto, em directo de Guimarães.

Mal a Antena 1 que teve o David Carvalho a interromper o minuto de silêncio vindo de Alvalade.

Não há nenhuma regra quanto a isso... Não estou a perceber a "indignação"...
Se calhar como a Antena1 tem um fluxo de informação muito grande para "despachar" aproveitou o momento.
Não há mesmo.
Uma coisa é alguém no local estar a falar por cima, outra é alguém no estúdio.
Às vezes com as emissões tão descortinadas, como são no caso destes jogos, falta tempo para dar informações relevantes, como jogos que possam estar a acontecer noutros campeonatos, ou como às vezes acontece, no estádio não perceberem o porquê do minuto de silêncio, e no estúdio terem essa informação (já aconteceu comigo em estúdio algumas vezes nestes anos).
Não vejo mal nenhum o estúdio aproveitar para dar informações relevantes num minuto de silêncio, eu mesmo o faço quando estou em estúdio. Falamos de rádio, em que 1 segundo de silêncio é uma eternidade. Na televisão, e com imagens, não faz sentido estar a falar por cima de um minuto de silêncio. Mas isto são opiniões, e valem aquilo que valem.

Edit 1: Uma das rádios que estavam em Guimarães (não vou dizer qual), não sabiam o porquê daquele minuto de silêncio, e um dos repórteres no estádio ainda afirmou ser em memória de Fehér.
« Última modificação: Fevereiro 13, 2024, 12:59:37 pm por nelsonsoares »

nelsonsoares

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 307
Re: Rádio Observador
« Responder #2497 em: Fevereiro 13, 2024, 01:01:48 pm »
A ignorância no seu esplendor.
Início da transmissão do relato entre o Arouca e o Porto e quem está em estúdio dirige as primeiras palavras para quem está no estádio do Arouca, perguntando :
Então como foi comer essa Posta à Barrosã?

Mostra bem como num país tão pequeno o desconhecimento geográfico do país de quem está sentado em Lisboa é de ir às lágrimas. Arouca, aquele concelho minhoto tão perto de Montalegre e Boticas.

Nunca acabem, Observador.

A equipa de relatos do Observador a Norte é de Barcelos, de onde advém a posta barrosã, é uma óbvia piada. Não se exalte que depois cai-lhe a dentadura. :P
Por acaso ontem até foi o Pedro Fernandes que fez o relato, e que é dos arredores de Valongo (se não estou em erro).

SamM

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 363
Re: Rádio Observador
« Responder #2498 em: Fevereiro 13, 2024, 03:30:56 pm »
Parabéns à Rádio Observador que cumpriu o minuto de silêncio em memória do João Oliveira e Pinto, em directo de Guimarães.

Mal a Antena 1 que teve o David Carvalho a interromper o minuto de silêncio vindo de Alvalade.

Não há nenhuma regra quanto a isso... Não estou a perceber a "indignação"...
Se calhar como a Antena1 tem um fluxo de informação muito grande para "despachar" aproveitou o momento.
Não há mesmo.
Uma coisa é alguém no local estar a falar por cima, outra é alguém no estúdio.
Às vezes com as emissões tão descortinadas, como são no caso destes jogos, falta tempo para dar informações relevantes, como jogos que possam estar a acontecer noutros campeonatos, ou como às vezes acontece, no estádio não perceberem o porquê do minuto de silêncio, e no estúdio terem essa informação (já aconteceu comigo em estúdio algumas vezes nestes anos).
Não vejo mal nenhum o estúdio aproveitar para dar informações relevantes num minuto de silêncio, eu mesmo o faço quando estou em estúdio. Falamos de rádio, em que 1 segundo de silêncio é uma eternidade. Na televisão, e com imagens, não faz sentido estar a falar por cima de um minuto de silêncio. Mas isto são opiniões, e valem aquilo que valem.

Edit 1: Uma das rádios que estavam em Guimarães (não vou dizer qual), não sabiam o porquê daquele minuto de silêncio, e um dos repórteres no estádio ainda afirmou ser em memória de Fehér.

É isso mesmo, Nélson. Muito bem explicado.

Zeca 2021

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1018
Re: Rádio Observador
« Responder #2499 em: Fevereiro 14, 2024, 01:18:31 pm »
A ignorância no seu esplendor.
Início da transmissão do relato entre o Arouca e o Porto e quem está em estúdio dirige as primeiras palavras para quem está no estádio do Arouca, perguntando :
Então como foi comer essa Posta à Barrosã?

Mostra bem como num país tão pequeno o desconhecimento geográfico do país de quem está sentado em Lisboa é de ir às lágrimas. Arouca, aquele concelho minhoto tão perto de Montalegre e Boticas.

Nunca acabem, Observador.

A equipa de relatos do Observador a Norte é de Barcelos, de onde advém a posta barrosã, é uma óbvia piada. Não se exalte que depois cai-lhe a dentadura. :P
Por acaso ontem até foi o Pedro Fernandes que fez o relato, e que é dos arredores de Valongo (se não estou em erro).

Valongo, aquele concelho tão minhoto.

O Bigode do Sala

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 557
Re: Rádio Observador
« Responder #2500 em: Fevereiro 14, 2024, 01:28:33 pm »
Parabéns à Rádio Observador que cumpriu o minuto de silêncio em memória do João Oliveira e Pinto, em directo de Guimarães.

Mal a Antena 1 que teve o David Carvalho a interromper o minuto de silêncio vindo de Alvalade.

Não há nenhuma regra quanto a isso... Não estou a perceber a "indignação"...
Se calhar como a Antena1 tem um fluxo de informação muito grande para "despachar" aproveitou o momento.
Não há mesmo.
Uma coisa é alguém no local estar a falar por cima, outra é alguém no estúdio.
Às vezes com as emissões tão descortinadas, como são no caso destes jogos, falta tempo para dar informações relevantes, como jogos que possam estar a acontecer noutros campeonatos, ou como às vezes acontece, no estádio não perceberem o porquê do minuto de silêncio, e no estúdio terem essa informação (já aconteceu comigo em estúdio algumas vezes nestes anos).
Não vejo mal nenhum o estúdio aproveitar para dar informações relevantes num minuto de silêncio, eu mesmo o faço quando estou em estúdio. Falamos de rádio, em que 1 segundo de silêncio é uma eternidade. Na televisão, e com imagens, não faz sentido estar a falar por cima de um minuto de silêncio. Mas isto são opiniões, e valem aquilo que valem.

Edit 1: Uma das rádios que estavam em Guimarães (não vou dizer qual), não sabiam o porquê daquele minuto de silêncio, e um dos repórteres no estádio ainda afirmou ser em memória de Fehér.

É isso mesmo, Nélson. Muito bem explicado.

Caros Nélson e SamM,
Apesar de nunca ter feito rádio, sei que cinco segundos de silêncio no ar são uma eternidade e um modo, entre outras coisas, de chamar a atenção do ouvinte.
Não é nenhuma «indignação», até porque entendo que, no caso do David Carvalho, hajam assuntos que se tenham que falar ou, talvez, a sua intervenção teve como intenção prender o ouvinte e não o afastar para outra estação. Também entendo que em televisão, um minuto de silêncio seja «mais fácil» de cumprir devido à componente da imagem.

Contudo, e é um elogio que faço à Rádio Observador, aquele momento foi de homenagem a alguém que faleceu. Tal como, infelizmente, é moda nos estádios a assistência passar os minutos de silêncio a bater palmas, penso que as rádios poderiam dar o exemplo de o cumprir.

Mas compreendo os teus argumentos Nélson e longe de mim querer refutá-los.
«O que acontece no Mundo é que toda a gente que nasce, nasce de alguma maneira poeta! Inventor de algo que não havia no Mundo antes de eles nascerem!
E inteiramente individual: cada um poeta que é!»

Agostinho da Silva

pdnf

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4849
  • Não calem os 105.3!
Re: Rádio Observador
« Responder #2501 em: Fevereiro 14, 2024, 02:02:19 pm »
Não é nenhuma «indignação», até porque entendo que, no caso do David Carvalho, hajam assuntos que se tenham que falar ou, talvez, a sua intervenção teve como intenção prender o ouvinte e não o afastar para outra estação. Também entendo que em televisão, um minuto de silêncio seja «mais fácil» de cumprir devido à componente da imagem.

Contudo, e é um elogio que faço à Rádio Observador, aquele momento foi de homenagem a alguém que faleceu. Tal como, infelizmente, é moda nos estádios a assistência passar os minutos de silêncio a bater palmas, penso que as rádios poderiam dar o exemplo de o cumprir.

Mas compreendo os teus argumentos Nélson e longe de mim querer refutá-los.

Não acho que seja qualquer falta de respeito. Se antes do minuto de silêncio tivessem saído para estúdio ou para #pub ninguém estava a levantar esta questão. A dinâmica no ar não é a mesma que no local. E mesmo em TV, tivemos bem recentemente um exemplo do que é um silêncio eterno, o entalanço do Montenegro ao não responder ao João Adelino Faria no debate com o Raimundo, porque manifestamente não sabia o que dizer, foi ensurdecedor.
Rádio é:
Ir ao fim da Rua, a ligar Portugal, aconteça o que acontecer.
Mais música nova para sentir (e decidir).
Estar no carro, em casa, em todo o lado, só se quiseres.
Saber que se a vida tem uma música, ela passa-a.
É a arte que toca, mais do que música...PESSOAS. Ah, and all that "unique" soul.

O Bigode do Sala

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 557
Re: Rádio Observador
« Responder #2502 em: Fevereiro 14, 2024, 04:32:43 pm »
Não é nenhuma «indignação», até porque entendo que, no caso do David Carvalho, hajam assuntos que se tenham que falar ou, talvez, a sua intervenção teve como intenção prender o ouvinte e não o afastar para outra estação. Também entendo que em televisão, um minuto de silêncio seja «mais fácil» de cumprir devido à componente da imagem.

Contudo, e é um elogio que faço à Rádio Observador, aquele momento foi de homenagem a alguém que faleceu. Tal como, infelizmente, é moda nos estádios a assistência passar os minutos de silêncio a bater palmas, penso que as rádios poderiam dar o exemplo de o cumprir.

Mas compreendo os teus argumentos Nélson e longe de mim querer refutá-los.

Não acho que seja qualquer falta de respeito. Se antes do minuto de silêncio tivessem saído para estúdio ou para #pub ninguém estava a levantar esta questão. A dinâmica no ar não é a mesma que no local. E mesmo em TV, tivemos bem recentemente um exemplo do que é um silêncio eterno, o entalanço do Montenegro ao não responder ao João Adelino Faria no debate com o Raimundo, porque manifestamente não sabia o que dizer, foi ensurdecedor.

Esse silêncio foi por outros motivos. 😂
«O que acontece no Mundo é que toda a gente que nasce, nasce de alguma maneira poeta! Inventor de algo que não havia no Mundo antes de eles nascerem!
E inteiramente individual: cada um poeta que é!»

Agostinho da Silva

pdnf

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4849
  • Não calem os 105.3!
Re: Rádio Observador
« Responder #2503 em: Fevereiro 20, 2024, 12:54:51 am »
As novas tardes da Observador estão com uma dinâmica muito interessante, diria que até mais apelativa que as manhãs, pelo menos acho-as mais fluídas. Não se torna maçador estar com a estação sintonizada 2h como hoje foi o meu caso (ok, hoje é um daqueles dias especiais na informação). Agora, verdade seja dita, aqui no Porto, é preciso gostar-se do produto para ficar a ouvir.
Incomoda o constante saltitar entre 88.1 e 98.4 que não estão exatamente sincronizados, parece-me que S. João da Madeira está ligeiramente atrasado, coisa mínima mas que se nota. Mas pior mesmo são as quebras de sinal, 98.4 estão a levar em cima com mais uma (quantas são, quantas são?) "espúria" da RECORD P, aparte que hoje também estavam a existir entradas consideráveis da Antena 1 em Montejunto, e ainda só estamos em Fevereiro. 88.1 a Antena 2 desde que mexeu dificultou muito, neste momento sintonizo bem a 2 em 88.0 dentro de casa, o mesmo não posso dizer de qualquer uma das da R/Com de Braga, por exemplo.
Rádio é:
Ir ao fim da Rua, a ligar Portugal, aconteça o que acontecer.
Mais música nova para sentir (e decidir).
Estar no carro, em casa, em todo o lado, só se quiseres.
Saber que se a vida tem uma música, ela passa-a.
É a arte que toca, mais do que música...PESSOAS. Ah, and all that "unique" soul.

Memorias da Radio

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2801
Re: Rádio Observador
« Responder #2504 em: Hoje às 02:52:31 pm »
As novas tardes da Observador estão com uma dinâmica muito interessante, diria que até mais apelativa que as manhãs, pelo menos acho-as mais fluídas. Não se torna maçador estar com a estação sintonizada 2h como hoje foi o meu caso (ok, hoje é um daqueles dias especiais na informação). Agora, verdade seja dita, aqui no Porto, é preciso gostar-se do produto para ficar a ouvir.
Incomoda o constante saltitar entre 88.1 e 98.4 que não estão exatamente sincronizados, parece-me que S. João da Madeira está ligeiramente atrasado, coisa mínima mas que se nota. Mas pior mesmo são as quebras de sinal, 98.4 estão a levar em cima com mais uma (quantas são, quantas são?) "espúria" da RECORD P, aparte que hoje também estavam a existir entradas consideráveis da Antena 1 em Montejunto, e ainda só estamos em Fevereiro. 88.1 a Antena 2 desde que mexeu dificultou muito, neste momento sintonizo bem a 2 em 88.0 dentro de casa, o mesmo não posso dizer de qualquer uma das da R/Com de Braga, por exemplo.

Começa infelizmente a ser mesmo urgente resolver o problema que existe a sul do Porto. Neste momento em Espinho não se conseguem sintonizar os 88.1 com estabilidade e em condições mínimas, tenho sempre que recorrer aos 98.4 seja em que altura for, e isto quando o sinal não é propriamente brilhante.

Em Vila Nova de Gaia, há múltiplos problemas e vejo-me constantemente na contingência de ir para 98.4, que não se ouvem a 100% em todas as zonas nem perto. Tens detalhado, e muito bem, a miríade de problemas que a frequência atual traz em Gaia, e eu posso dizer-te que só mesmo a partir dos concelhos de Ovar e da Feira (do centro dela, São João de Ver) começo a ter sintonia preferencial em 88.1, desde que a Antena 2 mexeu.

E isto quando o sinal na baixa do Porto já não é brilhante também. Ora assim... é complicado.

Algo tem que se fazer, senão a Observador não cresce a Norte (e no Centro). Trocar de frequência com uma rádio local que não tenha ambições de chegar ao Porto (a troco de €), trocar de alvará/frequência dentro do que é o universo do Marinho, se calhar até mesmo trocar para o alvará de 96.3 migrando o emissor para Santa Maria da Feira, para evitar perder o bom sinal em Aveiro e ter sinal mais limpo no Porto.

A RDP nada vai fazer, terá que ser o Observador a fazer.
« Última modificação: Hoje às 02:59:02 pm por Memorias da Radio »