Autor Tópico: Bareme Rádio  (Lida 194754 vezes)

ZECA

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 209
Re: Bareme Rádio
« Responder #30 em: Maio 18, 2016, 12:06:17 pm »
Portugal no fundo só tem a Rádio que merece. A culpa é  de quem ouve Rádio.  Se o português não reivindica um outro tipo de rádio,  é porque está satisfeito. Uma tristeza..

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 851
Re: Bareme Rádio
« Responder #31 em: Maio 21, 2016, 05:10:11 pm »
Julgo que o ponto de vista não é bem esse, "Zeca". Dentro das estações disponíveis, as opções de escolha são, de facto, reduzidas, o que se fica a dever à elevada redundância de conteúdo, bem como a uma mesma forma de dinamização da emissão, diria sem grande “chama”, nem interesse. Por esse motivo a perceção da rádio é a que se conhece, de uma forma geral as pessoas não dão a mínima importância à rádio, limita-se àquele aparelho que emite uns sons enquanto se conduz o automóvel. Globalmente, da realidade que conheço, as pessoas estão descontentes com a rádio a que têm acesso. Assim, o problema não está em quem ouve, reside naqueles que fazem. Não têm de haver reivindicações, não é pela contestação e pela imposição que se vai a algum lado, não se ouve e ponto final. A rádio está a perder influência e exposição junto do público por culpa própria, ou seja são aqueles que fazem rádio que estão a dar “cabo dela”. Basta comparar com o que se faz lá fora…

Para mim, caro “Zeca”, a rádio portuguesa já deu o que tinha a dar, desde que comecei a ouvir a BBC Radio 2. Em casa, em matéria de rádio, não oiço outra coisa, no carro sou obrigado a “apanhar uma seca” com as estações portuguesas. A qualidade de som do streaming é bastante boa, som detalhado, até nas nuances, e cheio, muito superior, por exemplo, ao da Antena 3 via RF, que é quase o oposto. Faz falta uma rádio deste género em Portugal, seguramente que muitos concidadãos passariam a encarar a rádio de outra forma, como um meio que educa, forma e entretém de forma inteligente, não como uma forma de “encher chouriços” da qual não se obtém nada mais que não seja passar o tempo.

ZECA

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 209
Re: Bareme Rádio
« Responder #32 em: Maio 23, 2016, 01:26:59 pm »
Caro João. Eu quase sublinho por baixo o que escreveu.  Mas,  penso que a Rádio on line pode ter futuro caminhando no sentido de fazer aquilo que o Fm deixou de fazer.  Desde há um mês,  sensivelmente,  tenho estacionado quase o obrigatoriamente num programa feito numa Rádio on line,  no Porto. Durante a semana,  os ouvintes partilham no Facebook do programa o que gostam e o programa coloca sempre em votacao várias bandas das décadas de 70/80.  A mais votada terá direito a ter uma hora nesse programa às  Quarta Feiras. As restantes horas do programa,  recuperam muitos temas do Prog ao Hard Rock. Há entusiasmo na página e gente colada às  Quartas Feiras nesse programa. Até eu. Assim,  a Rádio cumpre a sua função e é  isto que falta no Fm. O animador é  interessante e cativa quem o ouve. Nota se isso na página a do Facebook com milhares por lá. Pode ser a solução para a Rádio o on line.
.
« Última modificação: Maio 23, 2016, 01:28:51 pm por ZECA »

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 851
Re: Bareme Rádio
« Responder #33 em: Maio 26, 2016, 02:38:26 pm »
Caro “Zeca”, por enquanto a rádio online não está acessível em todo o lado como o FM. Há cerca de um mês que oiço a “BBC Radio 2”, um estilo com o qual me identifico, mas se pretender ouvir no automóvel ou em qualquer outro lugar em que não esteja acessível uma rede wi-fi, o caso complica-se, dado que a única alternativa possível é a transferência de dados através da rede móvel, o que implica um acréscimo de custos em comunicações móveis. Além disso, não é prático como o FM dado que implica a substituição de recetores por outros com novas funcionalidades.

Portanto, nada substitui uma boa rádio nacional que funcione em Rádio-Frequência. Só que em Portugal não temos boas rádios nacionais que cumpram os seguintes eixos orientadores:
i) Educar;
ii) Formar;
iii) Fomentar o entretenimento inteligente;
(Estes são os desígnios da BBC Radio 2, que os cumpre na íntegra. Acrescentaria outros propósitos que a Radio 2 cumpre, embora não os explicite no seu website – pelo menos no que constatei numa consulta rápida)
iv) dar a conhecer as diferentes vertentes da cultura contemporânea;
v) aproximar o modus vivendi de diferentes gerações;
vi) promover a cidadania;
vii) aproximar os artistas do público (os próprios dinamizam programas);
viii) fomentar a coesão cultural da nação e a qualidade de vida dos cidadãos;
ix) Fomentar a atitude crítica de cada um, dotando de horizontes suficientemente abrangentes para que possa formar os seus gostos pessoais .
x) Promover radialistas criativos, comunicativos e com bons conhecimentos de cultura geral;
xi) Promover o bom-gosto;
xii) divulgar as tendências atuais e, retrospetivamente, as influências que estiveram na génese do que se ouve no presente;
xiii) Produzir programas de excelência dinamizados por especialistas de diferentes áreas (programas específicos).
Em Portugal, não há.

Procurando iniciar uma nova frente de discussão neste fórum, em sua opinião caro “Zeca”, que tipos de emissoras nacionais deveriam existir Portugal. Ainda, em sua opinião, porque motivo(s) a rádio portuguesa (de âmbito nacional) se encontra neste marasmo – de alguma forma, estagnada.

Cordialmente.

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2593
  • NSTALGIA
Re: Bareme Rádio
« Responder #34 em: Maio 29, 2016, 07:04:09 pm »
Audiências em Lisboa a partir do 7º lugar - as 6 primeiras posições são ocupadas pelos 6 a nível nacional:
7  Mega - 3.9
8  Cidade - 3.7
9  Smooth - 2.1
10 Antena3 - 2
11 R.Amália - 1.6
12 R.Nostalgia - 1.6
13 Vodafone - 1.3
14 Antena 2 - 1
15 Orbital -1
16 105.4(Cascais) - 0.9
17 Sim - 0.9
18 Radar - 0.8
19 Marginal - 0.7
20 Africa - 0.7
21 Meo Music - 0.6
22 Oxigénio - 0.6

guest6

  • Visitante
Re: Bareme Rádio
« Responder #35 em: Maio 29, 2016, 08:37:15 pm »
Audiências em Lisboa a partir do 7º lugar - as 6 primeiras posições são ocupadas pelos 6 a nível nacional:
7  Mega - 3.9
8  Cidade - 3.7
9  Smooth - 2.1
10 Antena3 - 2
11 R.Amália - 1.6
12 R.Nostalgia - 1.6
13 Vodafone - 1.3
14 Antena 2 - 1
15 Orbital -1
16 105.4(Cascais) - 0.9
17 Sim - 0.9
18 Radar - 0.8
19 Marginal - 0.7
20 Africa - 0.7
21 Meo Music - 0.6
22 Oxigénio - 0.6
Por acaso não tem as audiências nas outras regiões? Obrigado

Enviado do meu VF-895N através de Tapatalk


joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 851
Re: Bareme Rádio
« Responder #36 em: Maio 30, 2016, 12:08:45 am »
Talvez seja o momento para quem de direito fazer o ponto de situação das rádios do grupo RTP e, se for necessário, reavaliar o portfólio, à semelhança do que foi feito nas televisões do grupo RTP e, a meu ver, com resultados positivos. Quando uma rádio nacional, pública, de cariz generalista, ocupa o 10.º lugar do raking na zona do país onde reside 30% do total da população, algo de errado se passa. A qualidade insatisfatória do som da RTP Antena 3 não justifica a fraca performance de aceitação (a qualidade do som não se deve aos emissores, já que sucessivos emissores exibem um som semelhante, deve ter a ver com a distribuição do áudio a partir da origem). Insistir numa rádio jovem de cariz comercial, a competir diretamente com as muitas que existem por aí não me parece profícuo, nem necessário, por outro lado, insistir nas sonoridades alternativas, de nicho, afasta-se da maior parte do público, que financia a RTP Rádios, pelo que acha a Antena 3 dispensável. Portanto, algo deve ser feito… Uma análise do serviço público de radiodifusão que fazem as congéneres europeias deve permitir chegar a conclusões e apurar um modelo que a generalidade do público considere pertinente. Há rádios públicas de eleição por essa europa fora que não têm qualquer repercussão na rádio que se faz em Portugal. Há um espaço por ocupar na rádio portuguesa, que ninguém faz, talvez seja o momento da RTP se chegar à frente e produzir uma rádio generalista como deve ser.

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2593
  • NSTALGIA
Re: Bareme Rádio
« Responder #37 em: Maio 30, 2016, 02:06:44 am »
Essa é a Antena 1, que quase está a ultrapassar a Renascença.
Também me parece que algo deve mudar na Antena 3, sobretudo nas manhãs e no final de tarde, a meu ver.
E a nível geral, é inadmissível que o som continue com uma qualidade vergonhosa (tipo 64 kpbs), já vai para mais de 7 anos.

radiokilledtheMTVstar

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 3495
  • "Quintão e Costa, a dupla que o povo gosta!"
Re: Bareme Rádio
« Responder #38 em: Maio 30, 2016, 09:23:14 pm »
A situação da Antena 3 é grave mas parece que ninguém quer saber...
A continuar assim arrisca-se a ficar muito próxima da Vodafone FM com 2 emissores...

Enviado do meu MotoG3 através de Tapatalk


joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 851
Re: Bareme Rádio
« Responder #39 em: Maio 30, 2016, 09:41:05 pm »
“AG”, se comparar a RTP Antena 1 com a BBC Radio 2, verifica que os conceitos são bastante diferentes, quase diametralmente opostos. No entanto a “Radio Two” é uma estação generalista e presta um serviço público pertinente, atual, quiçá na lógica de reunir numa estação “a nova tradição” com “o mais tradicional”, o novo com o antigo, a audição “fácil” com a audição “mais astuta e informada”, o certo é que rende bastante audiência e, igualmente importante, fideliza público. Talvez a RTP A1 se aproxime do conceito da BBC R4, embora não tenha hábitos de escuta desta última (logo, não tenho opinião formada).

Não temos uma rádio que se dirija ao público adulto e, a partir deste, se expanda para faixas etárias maiores (os pais dos adultos – idosos) e faixas etárias menores (os filhos – crianças e jovens). A BBC R2 dirige-se a todos, trata-se de uma rádio culturalmente rica, com diversificação de conteúdos, que sabe cativar, e, sublinho isto, contemporânea. Se reparar, a rádio que se faz por cá e que se dirige a adultos, trata o auditório como se este tivesse parado no tempo, como se os gostos não evoluíssem com a idade, como se ouvisse sempre a mesma coisa, como se as pessoas se contentassem com qualquer coisa.

É impossível formar uma opinião da Radio 2 com escutas ocasionais. Duas semanas talvez sejam suficientes para formar uma opinião, após a apreciação de como são ligados os diferentes conteúdos. Um aspeto que me chama no momento a atenção é que esta rádio tem um conjunto de locutores fixo e outro rotativo, ou seja, até na dinamização de programas há rotatividade, provavelmente para imprimir um certo ritmo, efeito de novidade e, talvez, para evitar laxismo dos locutores. Que se trata de serviço público de qualidade e generalista, não tenho dúvidas. Por cá não existe. Porquê? Não faz sentido.

Uma nota de rodapé, caro “AG”: já ouvi, por diversas vezes, música cantada em português na Radio Two, mormente em português do Brasil. O detalhe de informação sobre as influências, compositores, autores, vocalistas, deixou-me estupefacto. É preciso ouvir rádios estrangeiras para sabermos mais…
« Última modificação: Maio 30, 2016, 09:58:14 pm por joao_s »

Boxx

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 900
Re: Bareme Rádio
« Responder #40 em: Maio 30, 2016, 11:39:01 pm »
Concordo que a audiência da Antena 3 está num patamar em que é preciso fazer algo para inverter a tendência. Há alguns tempos escreviam-se rios de tinta sobre a musica comercial (igual ás privadas) que a estação passava. Hoje parece-me unânime que a musica que a 3 passa não tem nada a ver com as radios mainstream (Comercial e RFM). Surge também a questão dos emissores, este aspecto tem de ser revisto, pois o primeiro aspecto que me leva a fixar numa sintonia é em primeiro plano a qualidade sonora da emissão. Estive há uns dias em Lx e na zona da expo a emissão dos 101.1 da moita / Vodafone FM (que nem aparece como frequência da estação...) têm qualidade superior aos todo-poderosos 100.3! O line up de animadores escolhidos também não me parece adequado: é preciso nova energia nas manhãs => porque não colocar o Alvim e a Galvão por exemplo? As tardes estão monocórdicas com o Tiago Ribeiro e a Isilda Sanches. Porque não voltar a colocar o Rui Estevão? pelo menos sempre provoca ódios / amores, ninguém fica indiferente! O Luis Oliveira estaria melhor também à tarde. E a overdose de programas de autor ao fim de semana, que corta o fio condutor da emissão? e as repetições de programas nas madrugadas? e as horas seguidas de musica dance e derivados nas madrugadas de fim de semana? e a ausência de noticiários ao fim de semana (quase parece uma radio fantasma)? e a repetição exagerada de musicas, inclusive de recordações? Conselho: ouçam um pouco a BBC radio 6 e busquem inspiração. Assim não dá!

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 851
Re: Bareme Rádio
« Responder #41 em: Maio 31, 2016, 11:00:39 pm »
Permita “Boxx” que faça referência a vários elementos para esclarecer a discussão, ou seja números, ratings e audiências no Reino Unido.

Convém que se saiba que a BBC Rádio 6 não tem emissões em FM, emite em DAB e nas plataformas digitais. A BBC Radio 6 não figura no ranking das 10 estações de rádio mais ouvidas no Reino Unido:
https://media.info/radio/data/the-most-popular-radio-stations-in-the-uk


Com uma população de 64,1 milhões de habitantes, reach de 53, 575 milhões, a BBC Radio 2 é a mais ouvida com uma audiência de 15,514 milhões de ouvintes (18,6% de share) , seguida da BBC Radio 4 (o equivalente à nossa RTP Antena 1(?)) com 10,934 milhões de ouvintes (13,1% de share) e, no terceiro lugar, a BBC Radio 1, com 9,907 milhões de ouvintes (5,6 % de share) - dados de março de 2016. Mais abaixo na tabela, depois da Smooth FM Inglesa, da Kiss FM, etc, figura BBC Radio 6, que acumula 2,236 milhões de ouvintes (2,1%  de share), e ,tal como cá, a BBC Radio 3 (o equivalente à nossa RTP Antena 2) apresenta-se como uma rádio de franjas de público, com 2,117 milhões de ouvintes (1,3% de share).

Audiências de Março de 2016 (UK):
http://www.rajar.co.uk/listening/quarterly_listening.php

Briefing da BBC (Artes & Entretenimento):
http://www.bbc.com/news/entertainment-arts-35482623

Ou seja, apostar na linha da Radio Six implicaria que a RTP Rádios teria não uma mas duas estações nacionais para franjas de público (seria a Antena 2 e a Antena 3). Talvez seja possível extrair conclusões daqui e da missão do serviço público para a maioria dos cidadãos… (será?)

Boxx

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 900
Re: Bareme Rádio
« Responder #42 em: Junho 01, 2016, 10:15:07 pm »
Se a BBC Radio 6 tem 2,1% sendo uma estação que não emite pela via (tradicional) hertziana parece-me um resultado bastante bom. A Antena 3 tem 1.5% de audiência com uma rede nacional de emissores + emissão net. Ou seja, julgo que há aqui um claro campo de progressão. Não me chocaria ter uma estação de serviço publico, diga-se "alternativo" ou de "imensas minorias", que tivesse entre 3 e 5% de audiência.

Boxx

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 900
Re: Bareme Rádio
« Responder #43 em: Junho 01, 2016, 10:18:07 pm »
Audiências em Lisboa a partir do 7º lugar - as 6 primeiras posições são ocupadas pelos 6 a nível nacional:
7  Mega - 3.9
8  Cidade - 3.7
9  Smooth - 2.1
10 Antena3 - 2
11 R.Amália - 1.6
12 R.Nostalgia - 1.6
13 Vodafone - 1.3
14 Antena 2 - 1
15 Orbital -1
16 105.4(Cascais) - 0.9
17 Sim - 0.9
18 Radar - 0.8
19 Marginal - 0.7
20 Africa - 0.7
21 Meo Music - 0.6
22 Oxigénio - 0.6

Alguém pode colocar a lista do Porto?

radiokilledtheMTVstar

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 3495
  • "Quintão e Costa, a dupla que o povo gosta!"
Re: Bareme Rádio
« Responder #44 em: Junho 01, 2016, 10:37:24 pm »
Se a BBC Radio 6 tem 2,1% sendo uma estação que não emite pela via (tradicional) hertziana parece-me um resultado bastante bom. A Antena 3 tem 1.5% de audiência com uma rede nacional de emissores + emissão net. Ou seja, julgo que há aqui um claro campo de progressão. Não me chocaria ter uma estação de serviço publico, diga-se "alternativo" ou de "imensas minorias", que tivesse entre 3 e 5% de audiência.

Esse devia ser o objectivo dos arrogantes que dominam a atual direcção da Antena 3... 
Lembro-me de ter quase 6.