Autor Tópico: Antena 3  (Lida 551655 vezes)

radiokilledtheMTVstar

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 3575
  • "Quintão e Costa, a dupla que o povo gosta!"
Re: Antena 3
« Responder #4320 em: Junho 06, 2024, 12:05:17 pm »

A de 2000 não posso falar, mas a de 02 de Outubro de 2015 até 2017 posso.
Se a RTP quisesse apostar numa BBC Radio 6 Music, a Antena 3 estava em conformidade com essa matriz.
Tinha uma selecção musical bem cuidada e gente de grande valor nas suas fileiras: lembro-me do Selecção Natural do Nuno Reis que eram as apresentações diárias das novidades na playlist da 3 e do Domínio Público à hora de almoço com a Raquel Bulha e o Tiago Ribeiro, num formato magazine cultural com quase uma hora.
Nesse período, a Antena 3 cumpria claramente um propósito de serviço público.

Agora, para mim, foi uma altura má pois foi um corte abrupto com a lógica vinda (e, certamente, já deteriorada pelo relvismo) da rádio da primeira vez, da nova música portuguesa e «culta e jovem». Também foi péssima pois ouve um colocar na gaveta de gente histórica e de qualidade na estação em detrimento de alguns amiguismos, o que levou a uma sangria de quadros e ao fim da animação nocturna (era comum a Joana Dias, o Miguel Freitas ou, mais tarde, o Tiago Ribeiro ocuparem o painel das 2h às 5h em directo), bem como ao fim-de-semana.
Isso e uma certa arrogância bacoca de que alguns deles eram a superiores e alguns ouvintes (e isso revelou-se nos números) não sabem de música.
Não me esqueço de uma vez a Ana Markl ter mandado os críticos «darem uma volta» no ar.
Mas havia uma lógica!

De 2017 até 26 de Abril de 2024, como aquele modelo não vingou, a Antena 3 andou atrás do prejuízo, não havendo uma ordem lógica. Misturava-se Slow J com Joy Division.
Até há bem pouco, por exemplo, escutei umas 3 vezes o Glória dos Sétima Legião no 25 de Abril passado. Uma grande canção de uma grande banda mas que nem a Antena 1 a passa!

Por isso e recordando as putativas indirectas que alguns locutores mandavam ao que aqui se escrevia, é uma vitória escutar momentos como o de hoje quando o Tiago Ribeiro disse para, no trânsito, acenaramos ao carro vizinho que esteja a ouvir a Antena 3. Mesmo todos sabendo que é pouco provável, há um claro trabalho de casa feito e um assumir de responsabilidades pelo negrume vivido nos últimos 9 anos.

Mais uma vez, subscrevo completamente BdS. E também nao tenho dúvidas que muitas das ideias que fomos falando aqui durante anos foram apontadas e discutidas nas reuniões para a reformulação de Abril.
Em relação ao Tiago, acho que aprendeu com o erro e só se refere mesmo a críticas de haters profissionais. Já em relação à Ana Markl... nada contra os votantes do partido mas logo que saiu das Manhas foi parar a podcasts do BE, e agora a Tânia Graça em que diz que o sexo heterossexual tem "uma agenda machista"...
« Última modificação: Junho 06, 2024, 12:06:48 pm por radiokilledtheMTVstar »

livelx90

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 171
Re: Antena 3
« Responder #4321 em: Junho 06, 2024, 07:04:07 pm »
Obrigado pelos esclarecimentos  ;) Sim de facto, nota-se uma "pequena salgada" por essa altura na playlist da 3.
Concordo, a indefinição na playlist e o facto de querer agradar ao mesmo tempo a "gregos e troianos", não é um modelo a seguir.
Estas indefinições acho que, de certa forma, fazem as pessoas fugir do produto, porque no fundo, não sabem bem, "que tipo de música virá a seguir" e o que esperam.

Memorias da Radio

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 3002
Re: Antena 3
« Responder #4322 em: Junho 06, 2024, 09:01:55 pm »

A de 2000 não posso falar, mas a de 02 de Outubro de 2015 até 2017 posso.
Se a RTP quisesse apostar numa BBC Radio 6 Music, a Antena 3 estava em conformidade com essa matriz.
Tinha uma selecção musical bem cuidada e gente de grande valor nas suas fileiras: lembro-me do Selecção Natural do Nuno Reis que eram as apresentações diárias das novidades na playlist da 3 e do Domínio Público à hora de almoço com a Raquel Bulha e o Tiago Ribeiro, num formato magazine cultural com quase uma hora.
Nesse período, a Antena 3 cumpria claramente um propósito de serviço público.

Agora, para mim, foi uma altura má pois foi um corte abrupto com a lógica vinda (e, certamente, já deteriorada pelo relvismo) da rádio da primeira vez, da nova música portuguesa e «culta e jovem». Também foi péssima pois ouve um colocar na gaveta de gente histórica e de qualidade na estação em detrimento de alguns amiguismos, o que levou a uma sangria de quadros e ao fim da animação nocturna (era comum a Joana Dias, o Miguel Freitas ou, mais tarde, o Tiago Ribeiro ocuparem o painel das 2h às 5h em directo), bem como ao fim-de-semana.
Isso e uma certa arrogância bacoca de que alguns deles eram a superiores e alguns ouvintes (e isso revelou-se nos números) não sabem de música.
Não me esqueço de uma vez a Ana Markl ter mandado os críticos «darem uma volta» no ar.
Mas havia uma lógica!

De 2017 até 26 de Abril de 2024, como aquele modelo não vingou, a Antena 3 andou atrás do prejuízo, não havendo uma ordem lógica. Misturava-se Slow J com Joy Division.
Até há bem pouco, por exemplo, escutei umas 3 vezes o Glória dos Sétima Legião no 25 de Abril passado. Uma grande canção de uma grande banda mas que nem a Antena 1 a passa!

Por isso e recordando as putativas indirectas que alguns locutores mandavam ao que aqui se escrevia, é uma vitória escutar momentos como o de hoje quando o Tiago Ribeiro disse para, no trânsito, acenaramos ao carro vizinho que esteja a ouvir a Antena 3. Mesmo todos sabendo que é pouco provável, há um claro trabalho de casa feito e um assumir de responsabilidades pelo negrume vivido nos últimos 9 anos.

Mais uma vez, subscrevo completamente BdS. E também nao tenho dúvidas que muitas das ideias que fomos falando aqui durante anos foram apontadas e discutidas nas reuniões para a reformulação de Abril.
Em relação ao Tiago, acho que aprendeu com o erro e só se refere mesmo a críticas de haters profissionais. Já em relação à Ana Markl... nada contra os votantes do partido mas logo que saiu das Manhas foi parar a podcasts do BE, e agora a Tânia Graça em que diz que o sexo heterossexual tem "uma agenda machista"...

Duas notas rápidas:
- o BE tem podcasts? Não sabia e ainda bem que estes podcasts de partidos não têm grande alcance
- Consegues fazer-me chegar o link dessa afirmação inacreditável da Tânia Graça? É que quando eu li essa aqui, fiquei tão chocado que me levantei da cadeira e saí de onde estava só com a indignação. Que bonita afirmação. Estava bem entregue este país, estava.

Esta nova Antena 3 recomenda-se e estou de acordo com a visão d'O Bigode do Sala.

radiokilledtheMTVstar

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 3575
  • "Quintão e Costa, a dupla que o povo gosta!"
Re: Antena 3
« Responder #4323 em: Junho 06, 2024, 09:06:38 pm »

Duas notas rápidas:
- o BE tem podcasts? Não sabia e ainda bem que estes podcasts de partidos não têm grande alcance
- Consegues fazer-me chegar o link dessa afirmação inacreditável da Tânia Graça? É que quando eu li essa aqui, fiquei tão chocado que me levantei da cadeira e saí de onde estava só com a indignação. Que bonita afirmação. Estava bem entregue este país, estava.

Esta nova Antena 3 recomenda-se e estou de acordo com a visão d'O Bigode do Sala.

https://www.instagram.com/sicnoticias/p/C7rV4MloKX1/

Como é óbvio não vou dar um clique ao podcasts muito menos andar lá à procura da afirmação em si.

Atento

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 5793
Re: Antena 3
« Responder #4324 em: Junho 07, 2024, 12:50:07 am »
Os mais procurados no rtp play/antena3

Bons Rapazes (lideram)
Prova Oral
Vamos todos morrer
Coyote
Pingue Pongue (último e penúltimo)
Linha Avançada
Aleixo

pdnf

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 5357
  • Foi a Rádio que fez Abril!
Re: Antena 3
« Responder #4325 em: Junho 07, 2024, 01:06:30 pm »

A de 2000 não posso falar, mas a de 02 de Outubro de 2015 até 2017 posso.
Se a RTP quisesse apostar numa BBC Radio 6 Music, a Antena 3 estava em conformidade com essa matriz.
Tinha uma selecção musical bem cuidada e gente de grande valor nas suas fileiras: lembro-me do Selecção Natural do Nuno Reis que eram as apresentações diárias das novidades na playlist da 3 e do Domínio Público à hora de almoço com a Raquel Bulha e o Tiago Ribeiro, num formato magazine cultural com quase uma hora.
Nesse período, a Antena 3 cumpria claramente um propósito de serviço público.

Agora, para mim, foi uma altura má pois foi um corte abrupto com a lógica vinda (e, certamente, já deteriorada pelo relvismo) da rádio da primeira vez, da nova música portuguesa e «culta e jovem». Também foi péssima pois ouve um colocar na gaveta de gente histórica e de qualidade na estação em detrimento de alguns amiguismos, o que levou a uma sangria de quadros e ao fim da animação nocturna (era comum a Joana Dias, o Miguel Freitas ou, mais tarde, o Tiago Ribeiro ocuparem o painel das 2h às 5h em directo), bem como ao fim-de-semana.
Isso e uma certa arrogância bacoca de que alguns deles eram a superiores e alguns ouvintes (e isso revelou-se nos números) não sabem de música.
Não me esqueço de uma vez a Ana Markl ter mandado os críticos «darem uma volta» no ar.
Mas havia uma lógica!

De 2017 até 26 de Abril de 2024, como aquele modelo não vingou, a Antena 3 andou atrás do prejuízo, não havendo uma ordem lógica. Misturava-se Slow J com Joy Division.
Até há bem pouco, por exemplo, escutei umas 3 vezes o Glória dos Sétima Legião no 25 de Abril passado. Uma grande canção de uma grande banda mas que nem a Antena 1 a passa!

Por isso e recordando as putativas indirectas que alguns locutores mandavam ao que aqui se escrevia, é uma vitória escutar momentos como o de hoje quando o Tiago Ribeiro disse para, no trânsito, acenaramos ao carro vizinho que esteja a ouvir a Antena 3. Mesmo todos sabendo que é pouco provável, há um claro trabalho de casa feito e um assumir de responsabilidades pelo negrume vivido nos últimos 9 anos.

Mais uma vez, subscrevo completamente BdS. E também nao tenho dúvidas que muitas das ideias que fomos falando aqui durante anos foram apontadas e discutidas nas reuniões para a reformulação de Abril.
Em relação ao Tiago, acho que aprendeu com o erro e só se refere mesmo a críticas de haters profissionais. Já em relação à Ana Markl... nada contra os votantes do partido mas logo que saiu das Manhas foi parar a podcasts do BE, e agora a Tânia Graça em que diz que o sexo heterossexual tem "uma agenda machista"...

Duas notas rápidas:
- o BE tem podcasts? Não sabia e ainda bem que estes podcasts de partidos não têm grande alcance
- Consegues fazer-me chegar o link dessa afirmação inacreditável da Tânia Graça? É que quando eu li essa aqui, fiquei tão chocado que me levantei da cadeira e saí de onde estava só com a indignação. Que bonita afirmação. Estava bem entregue este país, estava.

Esta nova Antena 3 recomenda-se e estou de acordo com a visão d'O Bigode do Sala.

Mas alguém tem dúvidas que, a par com a TSF, a Antena 3 tem um viés ideológico para a esquerda? É que eu não tenho, nem nunca tive. Não julgo o produto é por causa disso. Sobre a Tânia Graça, pessoalmente gosto muito dela, mas, obviamente, é necessário fazer algum desconto à carga ideológica que algumas das afirmações dela contêm. O mesmo, por exemplo, com a Clara Não. No essencial, fazem um trabalho muito relevant e louvável, o do empoderamento feminino, que podemos achar que é assunto ultrapassado em 2024, mas infelizmente, não o é de todo.
Rádio é:
Ir ao fim da Rua, a ligar Portugal, aconteça o que acontecer.
Mais música nova para sentir (e decidir).
Estar no carro, em casa, em todo o lado, só se quiseres.
Saber que se a vida tem uma música, ela passa-a.
É a arte que toca, mais do que música...PESSOAS. Ah, and all that "unique" soul.

Atento

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 5793
Re: Antena 3
« Responder #4326 em: Junho 07, 2024, 01:44:36 pm »

A de 2000 não posso falar, mas a de 02 de Outubro de 2015 até 2017 posso.
Se a RTP quisesse apostar numa BBC Radio 6 Music, a Antena 3 estava em conformidade com essa matriz.
Tinha uma selecção musical bem cuidada e gente de grande valor nas suas fileiras: lembro-me do Selecção Natural do Nuno Reis que eram as apresentações diárias das novidades na playlist da 3 e do Domínio Público à hora de almoço com a Raquel Bulha e o Tiago Ribeiro, num formato magazine cultural com quase uma hora.
Nesse período, a Antena 3 cumpria claramente um propósito de serviço público.

Agora, para mim, foi uma altura má pois foi um corte abrupto com a lógica vinda (e, certamente, já deteriorada pelo relvismo) da rádio da primeira vez, da nova música portuguesa e «culta e jovem». Também foi péssima pois ouve um colocar na gaveta de gente histórica e de qualidade na estação em detrimento de alguns amiguismos, o que levou a uma sangria de quadros e ao fim da animação nocturna (era comum a Joana Dias, o Miguel Freitas ou, mais tarde, o Tiago Ribeiro ocuparem o painel das 2h às 5h em directo), bem como ao fim-de-semana.
Isso e uma certa arrogância bacoca de que alguns deles eram a superiores e alguns ouvintes (e isso revelou-se nos números) não sabem de música.
Não me esqueço de uma vez a Ana Markl ter mandado os críticos «darem uma volta» no ar.
Mas havia uma lógica!

De 2017 até 26 de Abril de 2024, como aquele modelo não vingou, a Antena 3 andou atrás do prejuízo, não havendo uma ordem lógica. Misturava-se Slow J com Joy Division.
Até há bem pouco, por exemplo, escutei umas 3 vezes o Glória dos Sétima Legião no 25 de Abril passado. Uma grande canção de uma grande banda mas que nem a Antena 1 a passa!

Por isso e recordando as putativas indirectas que alguns locutores mandavam ao que aqui se escrevia, é uma vitória escutar momentos como o de hoje quando o Tiago Ribeiro disse para, no trânsito, acenaramos ao carro vizinho que esteja a ouvir a Antena 3. Mesmo todos sabendo que é pouco provável, há um claro trabalho de casa feito e um assumir de responsabilidades pelo negrume vivido nos últimos 9 anos.

Mais uma vez, subscrevo completamente BdS. E também nao tenho dúvidas que muitas das ideias que fomos falando aqui durante anos foram apontadas e discutidas nas reuniões para a reformulação de Abril.
Em relação ao Tiago, acho que aprendeu com o erro e só se refere mesmo a críticas de haters profissionais. Já em relação à Ana Markl... nada contra os votantes do partido mas logo que saiu das Manhas foi parar a podcasts do BE, e agora a Tânia Graça em que diz que o sexo heterossexual tem "uma agenda machista"...

Duas notas rápidas:
- o BE tem podcasts? Não sabia e ainda bem que estes podcasts de partidos não têm grande alcance
- Consegues fazer-me chegar o link dessa afirmação inacreditável da Tânia Graça? É que quando eu li essa aqui, fiquei tão chocado que me levantei da cadeira e saí de onde estava só com a indignação. Que bonita afirmação. Estava bem entregue este país, estava.

Esta nova Antena 3 recomenda-se e estou de acordo com a visão d'O Bigode do Sala.

Mas alguém tem dúvidas que, a par com a TSF, a Antena 3 tem um viés ideológico para a esquerda? É que eu não tenho, nem nunca tive. Não julgo o produto é por causa disso. Sobre a Tânia Graça, pessoalmente gosto muito dela, mas, obviamente, é necessário fazer algum desconto à carga ideológica que algumas das afirmações dela contêm. O mesmo, por exemplo, com a Clara Não. No essencial, fazem um trabalho muito relevant e louvável, o do empoderamento feminino, que podemos achar que é assunto ultrapassado em 2024, mas infelizmente, não o é de todo.

Creio que agora com a nova programação há uma certa preocupação em diluir a coisa...

Uma rádio criada no tempo do centro-direita a acabar no extremo...

Curiosamente a esquerda e a extrema nunca criaram, no âmbito público, canais de rádio ou televisão.
A esquerda até vetou o Canal 11 de pertencer ao grupo RTP.

O radicalismo extremista apenas matou o principal canal de rádio em Portugal  - o RCP.

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2666
  • NSTALGIA
Re: Antena 3
« Responder #4327 em: Junho 09, 2024, 06:21:24 pm »
Ainda bem lembro das primeiras posições memorizadas na minha aparelhagem: 105,6, 105,0, 97,7, 95,9, 102,2, 91,7, 94,4, 106,0 e 107,4.
Curioso preferires o emissor de (então) Santa Justa para escutar a Comercial do que o de Santo António da Neve. Em todas as demais frequências é Lousã.  ;D ;D
Sim.  ;D

Como já disse antes, as frequências de Santa Justa chegam a Aveiro melhor que as do Monte da Virgem. Nos anos 90, as frequências da RR (93,7) e RFM (104,1) também tinham excelente cobertura, que se deterioram um pouco com a mudança para Gaia.

No caso da TSF só não ouvia os 105,3 porque os 107,4 da Lousã, ao contrário da Rádio Comercial, chegavam de forma cristalina.