Autor Tópico: Rádio em Portugal - conteúdos musicais  (Lida 23484 vezes)

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2619
  • NSTALGIA
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #30 em: Abril 03, 2016, 11:35:33 pm »
Onde estão a "Atlântica"', o " Colar de Pérolas " ou o mítico Oceano Pacífico do final dos anos 80 e princípios dos anos 90? RFM, quem a viu e quem a vê.

Fui um fiel ouvinte da RFM nesses tempos - até inicio dos 90's (acrescento a ilha dos encantos, serra de estrelas, emoções, os cem mais, expresso da meia noite, noites brancas da RFM, casa do sol nascente, formulas RFM, etc etc) . Nessa altura foi um projecto bastante inovador. Hoje tenho vergonha de sequer pronunciar o nome da estação. Não sei como foi possível descer tanto a fasquia...
Aí está o jingle indicativo da Ilha:
https://archive.org/details/AIlhaDosEncantos

Danl

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 323
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #31 em: Abril 04, 2016, 12:06:11 pm »
Onde estão a "Atlântica"', o " Colar de Pérolas " ou o mítico Oceano Pacífico do final dos anos 80 e princípios dos anos 90? RFM, quem a viu e quem a vê.

Tenho é pena de alguns bons que ainda permanecem por lá, como é o caso do Marcos André.

E tenho igualmente pena que algumas boas rádios que existem em Portugal não tenham a rede emissora que esta rádio possui.
A Rádio Sim é de longe mais trabalhada que esta "kizombafm".

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2619
  • NSTALGIA
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #32 em: Abril 04, 2016, 05:29:05 pm »
A Sim é que devia emitir na rede da RR, não gosto do estilo da rádio, mas sempre era algo de diferente no éter das rádios nacionais.

Atento

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 5723
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #33 em: Abril 07, 2016, 06:09:36 pm »
Tal como disse na altura no fórum anterior a este, a RRestava a entrar num processo de degradação que se agudizou nas manhãs com o anterior condutor e agora com os atuais. A informação e o desporto estao muito longe da qualidade de outrora.
Se a antena1 continuar a seguir o rumo atual é bem possível que ultrapasse a RR nos estudos de audiência. Na prática creio que isso já aconteceu.

Danl

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 323
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #34 em: Abril 07, 2016, 09:03:43 pm »
A RR vai transmitindo neste momento o encontro Sporting Clube de Braga - FC Shakhtar, a contar para a Liga Europa Quartos de final. A narração é do Pedro Azevedo e sempre que o ouço, lembro-me dos tempos áureos da "Frente Desportiva" da RR...

Também acredito que mais cedo ou mais tarde a antena 1 a ultrapassará nos estudos de audiências.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 853
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #35 em: Abril 07, 2016, 10:12:38 pm »
Também se verifica essa tendência no dia-a-dia. Quando, numa conversa de rotina, alguém ouviu uma dada noticia no rádio, regra geral foi na Antena 1. Apenas 0,3% AAV separa a Antena 1 da RR.

A RR não está no plano da Antena 1 na perceção pública, mas sim no da M80. Uma faixa da população cada vez maior não se revê no formato mercantilizado da rádio e, por isso, considera-o insipiente. O serviço público de radiodifusão também desempenha um papel equilibrador no sistema. Sendo a Antena 2 o canal erudito do serviço público, com uma finalidade e público específico, também seria pertinente, embora, em princípio, utópico, a existência de uma Antena 4 nacional, vocacionada para a música e cultura contemporânea, que marcam e marcaram diferentes gerações, na qual a fasquia de qualidade estaria bem definida.

Supondo que a vocação da Antena 3 seja o público jovem e os seus interesses, há uma faixa significativa de conteúdos que não está a ser explorada na rádio portuguesa, da qual a rádio mercantilizada não dá conta do recado. Por exemplo, se quiser ouvir temas como "Dire Straits – Private investigations (1982)", tenho de fazê-lo através de um leitor de CD’s, a rádio portuguesa não atinge esta fasquia, não passa. Uma faixa de ouvintes está órfã de um determinado tipo de programas, à outra parte ninguém lhe dá a conhecer boa música com comunicadores/programas a condizer.

Manuel Castro

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 17
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #36 em: Abril 07, 2016, 10:59:32 pm »
A rádio portuguesa actual não conhece Dire Straits. Quanto muito,  conhece o "Money for Nothing". Não há espaço para mais na playlist. A cada vez maior aposta no comercial para subir no barómetro da Marktest, até já estragou a Rádio Nostalgia.

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2619
  • NSTALGIA
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #37 em: Abril 08, 2016, 12:14:14 pm »
Sendo a Antena 2 o canal erudito do serviço público, com uma finalidade e público específico, também seria pertinente, embora, em princípio, utópico, a existência de uma Antena 4 nacional, vocacionada para a música e cultura contemporânea, que marcam e marcaram diferentes gerações, na qual a fasquia de qualidade estaria bem definida.

Supondo que a vocação da Antena 3 seja o público jovem e os seus interesses, há uma faixa significativa de conteúdos que não está a ser explorada na rádio portuguesa, da qual a rádio mercantilizada não dá conta do recado. Por exemplo, se quiser ouvir temas como "Dire Straits – Private investigations (1982)", tenho de fazê-lo através de um leitor de CD’s, a rádio portuguesa não atinge esta fasquia, não passa. Uma faixa de ouvintes está órfã de um determinado tipo de programas, à outra parte ninguém lhe dá a conhecer boa música com comunicadores/programas a condizer.
Ponha utópico nisso... só «nacionalizando» uma das redes nacionais, não há espaço no espaço da rede para nisso. Nem me parece que se encaixe bem na lógica do serviço público.

Curiosamente esse tema que referiu passa na Nostalgia, principalmente no programa nocturno «Slow Dance».
Sinceramente ainda não percebi muito bem esta recente renovação da playlist... de qualquer maneira, melhor ou pior, continua a ser de longe melhor que as previsíveis M80 e RR, sobretudo a última que está absolutamente «cadavérica», passe o termo.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 853
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #38 em: Abril 10, 2016, 09:36:28 pm »
Ponha utópico nisso... só «nacionalizando» uma das redes nacionais, não há espaço no espaço da rede para nisso. Nem me parece que se encaixe bem na lógica do serviço público.

Curiosamente esse tema que referiu passa na Nostalgia, principalmente no programa nocturno «Slow Dance».
Sinceramente ainda não percebi muito bem esta recente renovação da playlist... de qualquer maneira, melhor ou pior, continua a ser de longe melhor que as previsíveis M80 e RR, sobretudo a última que está absolutamente «cadavérica», passe o termo.

“AG”, quando vem à liça o tema do serviço público, todos os que se interessam minimamente pelo assunto têm como referência a BBC, dada a sua enorme importância na coesão territorial do Reino Unido, promotora da cultura e da memória coletiva dos ingleses, no país e a nível internacional, e pela fasquia de qualidade que mantém ao logo do tempo. A BBC Radio iniciou a atividade em 1927. Dispõe de 4 estações que emitem em FM a nível nacional, e outras apenas através da tecnologia digital (1 também em AM).

A BBC Radio 1 dispõe de uma rede de 217 emissores e utiliza a faixa de frequências 97.0 MHz ~ 99.0 MHz. Orientada ao público jovem, aposta em géneros como pop e rock, concertos ao vivo e documentários sobre música.
Slogan “É por aqui o começo”

A BBC Radio 2 dispõe de uma rede de 217 emissores e utiliza a faixa de frequências 88.0 MHz ~ 91.0 MHz. Orientada ao público adulto, aposta no entretenimento e numa oferta diversificada de géneros musicais. Também talk-shows, comédia, informação, concertos ao vivo e documentários sobre música.
Slogan “A casa da grande música – pop e rock dos anos 60, 70 e 80 e ainda Blues, Country e Jazz”

A BBC Radio 3 dispõe de uma rede de 218 emissores e utiliza a faixa de frequências 90.0 MHz ~ 93.0 MHz. Orientada ao público mais exigente, tratando-se de um produto erudito. Aposta em géneros tais como Clássica, Jazz, música do mundo, concertos ao vivo e documentários sobre música.
Slogan “A Radio 3 difunde música clássica, jazz, música do mundo, novas tendências, teatro e programas sobre arte”

A BBC Radio 4 dispõe de uma rede de 218 emissores e utiliza as faixas de frequências 92.0 MHz ~ 95.0 MHz e 103 MHz ~105.0 MHz. Difunde informação, atualidade, história, ciência, religião, literatura, drama e comédia.
Slogan “Discurso inteligente, o jornalismo mais aprofundado, a comédia mais astuta, os acontecimentos mais fascinantes, o drama e dissertações mais empolgantes do que em qualquer outra rádio do Reino Unido.”

Qualquer um de nós neste fórum se situa em pelo menos uma destas rádios, para não dizer em todas. “AG”, em Portugal, temos um mini-serviço público em comparação com aquele que se faz em Inglaterra.
Até no aspeto técnico os ingleses estão anos-luz à nossa frente. Reparou que para cada estação da BBC, os mais de duzentos emissores estão devidamente organizados/arrumados por faixas de frequências. Em Portugal é uma balda, numa dada região emite-se numa dada frequência, noutra região distinta emite-se numa frequência qualquer.

Mesmo que se tenha referido à RR de forma metafórica, acho forte o termo que utilizou. Eu usaria os termos insípido (sem sabor, nem aquece nem arrefece) para e RR e piroso para a rFM.

Luis Carvalho

  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1376
  • Façam a TSF Grande Outra Vez!
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #39 em: Abril 10, 2016, 10:13:27 pm »
João S:

Se bem analisar o espectro radiofónico em Londres constatará que a capital britânica tem uma oferta de rádios em VHF-FM relativamente reduzida, comparando com outras capitais europeias, incluindo Lisboa. É precisamente graças ao facto de termos uma BBC que tem faixas de frequências  dentro do FM exclusivas para a Radio 1, Radio 2, Radio 3, Radio 4, Radio 5 e as locais do serviço público britânico que a oferta de rádios em FM (as coisas mudaram graças ao DAB, porém pagando o preço da qualidade de som sofrível no serviço digital), que existem relativamente poucas rádios nacionais e locais privadas no Reino Unido.
Imaginemos uma pequena cidade na Inglaterra.  Suponhamos que a R2 é escutada nos 88,1 e nos 89,1 MHz. Mesmo que a frequência 88,6 esteja livre, a OFCOM (a "ANACOM" por terras da rainha) jamais poderá legalmente licenciar uma rádio local ou regional nessa frequência. A rigidez da lei e na respectiva aplicação desperdiça frequências.

Não obstante, e voltando a Portugal, faço questão de salientar que a ANACOM não pode atribuir frequências a torto e a direito, porquanto a organização das frequências não é um problema exclusivamente português e o regulador tem de dialogar não só com outras entidades de Lisboa, mas também de Madrid e até de Rabat. Portugal tem o direito internacional a utilizar determinadas frequências, devendo igualmente gerir as frequências portuguesas de modo a não prejudicarem as emissões de outros países,  coordenadas no Plano de Genebra de 1984 e negociações internacionais posteriores.
Cumprimentos,
Luís Carvalho

Administrador do "Fórum da Rádio"

radiokilledtheMTVstar

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 3542
  • "Quintão e Costa, a dupla que o povo gosta!"
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #40 em: Abril 14, 2016, 10:01:05 am »
E pronto... Hoje, e logo a seguir ao Homem que Mordeu o Cão ainda por cima, ouvi pela primeira vez uma kizombada na Comercial com uma música do Nelson Freitas em colaboração com o Richie Campbell.  É o desespero de perder a liderança a falar mais alto! Onde é que isto irá parar?

FMnoAlentejo

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 52
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #41 em: Abril 14, 2016, 11:44:43 am »
E há 10 minutos, a M80 passou uma música de 2008 (Intervalo - Per7ume ft Rui Veloso). Para uma rádio que se diz dos "anos 70,80 e 90" anda a passar muitas músicas depois do ano 2000. E também já ouvi o "Quem de nós dois" do Paulo Gonzo e Ana Carolina, versão de 2014. A M80 é tudo menos uma verdadeira rádio de oldies, não tem programação direccionada para esse fim e a playlist é demasiado viciada e muito pouco coerente.
Usa Technics ST-G460L todos os dias (ou quase).

guest6

  • Visitante
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #42 em: Abril 14, 2016, 02:10:41 pm »
E pronto... Hoje, e logo a seguir ao Homem que Mordeu o Cão ainda por cima, ouvi pela primeira vez uma kizombada na Comercial com uma música do Nelson Freitas em colaboração com o Richie Campbell.  É o desespero de perder a liderança a falar mais alto! Onde é que isto irá parar?

Se não perdessem tempo a ouvir essas "geringonças radiofônicas"...!!! Comercial, RFM, RR, M80 poupem-me com isso...!!! Em Portugal há MUITO melhor...!!!  >:(

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2619
  • NSTALGIA
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #43 em: Abril 14, 2016, 03:32:20 pm »
Em Portugal só vale a pena ouvir as rádios do Montez, as rádios universitárias (porque não Lisboa e Porto terem também?) e pouco mais.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 853
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #44 em: Abril 14, 2016, 07:04:20 pm »
Se não perdessem tempo a ouvir essas "geringonças radiofônicas"...!!! Comercial, RFM, RR, M80 poupem-me com isso...!!! Em Portugal há MUITO melhor...!!!  >:(

Apesar de tudo, as diferentes estações não estão no mesmo plano. Umas são melhores do que as outras.

Entre outros aspetos, falta na oferta de radiodifusão portuguesa uma emissora ao estilo da BBC Radio 2, orientada ao público adulto, com padrões de qualidade definidos e do tipo generalista. No Reino Unido é a mais ouvida, com 12,5 milhões de ouvintes, em média. Não há nada do género por cá. O serviço do operador por cabo da MEO contempla as rádios da BBC no seu repositório, o da NOS não as contempla no acervo. Mas ouvir rádio pela televisão é um tanto ou quanto... estranho. É desta, quando calhar, que irei adicionar um dos novos sistemas de som, que se ligam a tudo o que tecnologia de difusão sem fios e permitem a sintonia de rádio pela web, aos que já disponho (nenhum o faz, já são antigos). Ainda estou na fase de apreciação da dita estação e, para já, acho  faz corar de vergonha os radialistas portugueses das rádios que se ouvem por cá a nível nacional. È muito superior, à primeira vista. Imagino os ingleses que visitam Portugal e ouvem a rádio portuguesa. Provavelmente perguntam-se se os radialistas portugueses não têm nada para dizer ao público, se sabem o que é preparar um programa e selecionar a música em função dos assuntos que referem e se sabem fazer uma rádio em condições, na qual é dada primazia à comunicação minimamente pertinente e ao bom gosto.