Autor Tópico: Rádio em Portugal - conteúdos musicais  (Lida 23518 vezes)

XFM

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 59
  • Para uma imensa minoria.
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #15 em: Fevereiro 26, 2016, 04:40:43 pm »
M80 x Rádio Comercial - ano 2016...

M80: https://www.youtube.com/watch?v=uTIB10eQnA0

Rádio Comercial: https://www.youtube.com/watch?v=5yXQJBU8A28

Soa parecido? Chamava-lhe antes assassinar uma grande música e passar um remix barato ate á exaustão.


Manuel Castro

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 17
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #16 em: Fevereiro 26, 2016, 07:17:50 pm »
Em poucas palavras: as rádios converteram-se ao lixo musical que entra no ouvido, entretendo pessoas que nem deviam chamar-se ouvintes de rádio. Mesmo que seja pegar num clássico dos anos 80, arranjar uma cantora, fazer uma batida nova e misturar tudo qual caldeirada de peixe - mas "vende" junto dos ditos ouvintes.

Boxx

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 916
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #17 em: Fevereiro 26, 2016, 07:25:54 pm »
M80 x Rádio Comercial - ano 2016...

M80: https://www.youtube.com/watch?v=uTIB10eQnA0

Rádio Comercial: https://www.youtube.com/watch?v=5yXQJBU8A28

Soa parecido? Chamava-lhe antes assassinar uma grande música e passar um remix barato ate á exaustão.

Chamar-lhe-ia "memória de elefante"

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2636
  • NSTALGIA
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #18 em: Fevereiro 26, 2016, 07:44:24 pm »
Nunca o nome Comercial ficou tão bem na RC...
É simplesmente miserável a pop que se ouve nestes dias.

guest6

  • Visitante
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #19 em: Fevereiro 26, 2016, 09:36:34 pm »
A idade vai me refinando a gestão das escutas. Há "coisinhas" que simplesmente descartei para o "caixote do lixo radiofônico"...!!! RC , RFM , RR não ouço.

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2636
  • NSTALGIA
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #20 em: Fevereiro 26, 2016, 10:31:22 pm »
A idade vai me refinando a gestão das escutas. Há "coisinhas" que simplesmente descartei para o "caixote do lixo radiofônico"...!!! RC , RFM , RR não ouço.
A RR ainda tem uma ou outra rubrica interessante (comentário de Sarsfield Cabral, programa com o Santana Lopes e Vitorino) mas a playlist é extremamente limitada e o programa da manhã é de fugir.

Luis Carvalho

  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1377
  • Façam a TSF Grande Outra Vez!
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #21 em: Fevereiro 26, 2016, 10:44:19 pm »
Com efeito, a nível de programas de informação e debate, ainda vale a pena escutar a emissora católica portuguesa. De resto, e tirando os programas religiosos, a  RR já teve dias muito melhores.
Cumprimentos,
Luís Carvalho

Administrador do "Fórum da Rádio"

radiokilledtheMTVstar

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 3552
  • "Quintão e Costa, a dupla que o povo gosta!"
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #22 em: Fevereiro 26, 2016, 11:38:28 pm »
A Comercial está claramente com medo de perder a liderança com a aproximação da RFM, mas não está assim tão mal. Continua a anos-luz da RFM e ainda não se vendeu a kizombadas.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 855
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #23 em: Fevereiro 28, 2016, 01:09:05 am »
A idade vai me refinando a gestão das escutas. Há "coisinhas" que simplesmente descartei para o "caixote do lixo radiofônico"...!!! RC , RFM , RR não ouço.
A RR ainda tem uma ou outra rubrica interessante (comentário de Sarsfield Cabral, programa com o Santana Lopes e Vitorino) mas a playlist é extremamente limitada e o programa da manhã é de fugir.

Concordo consigo “AG” no que concerne à emissão de conteúdos musicais na RR. De facto, têm-se pautado pela irrelevância, derivada de uma seleção restrita e baseada em pop descartável ou naqueles temas que se repetem continuamente ao longo dos anos, e que não são nada de especial. Perdeu-se carisma. A combinação de textos com música selecionada para o efeito, há muito que desapareceu de antena. A RR transformou-se numa máquina de débito avulso de música, sem critérios coerentes de escolha, com uns dizeres pelo meio, e por isso entediante. O que foi este grupo no passado e o que é no presente. Qualquer semelhança não passa de coincidência.

A RFM é a completa descaracterização do projeto original. Verifica-se que uma rede nacional de emissores está a ser desperdiçada com conteúdo descartável, de curto alcance e imediato. Não deixa qualquer memória de futuro, esgota-se no segundo seguinte. Não se vislumbra qualquer mais-valia. Isso compromete o futuro da rádio como um todo, já que a sua função se apresenta descaracterizada, como um produto de consumo de má qualidade e instantâneo, incapaz de criar empatia duradoura com os ouvintes de uma geração, que não obtiveram nada de substantivo do que ouviram num determinado período de tempo. O grupo R/COM tem vindo a perder influência na sociedade portuguesa dada a vacuidade em que se tornou, salvando-se a componente informativa. Não me parece que o problema seja o programa matutino, “AG”, não obstante a medíocre seleção musical. Ás vezes, em vários temas seguidos não se aproveita um.
---/---
Apesar das severas condições atmosféricas que se têm abatido na Serra da Lousã, com queda de neve, granizo, trovoada, vento forte, não verifiquei qualquer anomalia nas emissões de rádio, nomeadamente em 92.8, um oásis radiofónico. É uma lástima que a qualidade de conteúdos musicais se resuma ao insuficiente 1 Kw de potência, quando outros que não têm qualidade debitam potências muito superiores. É caso para dizer que “um bote de borracha vale mais do que um porta-aviões”. Esta situação deve ser corrigida, a pensar no interesse das populações, que se veem limitadas à falta de bom-gosto que prolifera nas emissões de algumas rádios nacionais (excetuando, evidentemente, as rádios públicas).

estvmkt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2187
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #24 em: Fevereiro 28, 2016, 12:53:59 pm »
Uma boa rádio é a Vodafone Fm,que é pena ouvir-se mal em grande parte do país.
A RFM o que me espanta é o caminho e o rumo que estão a seguir. Não sei como conseguiram apostar em tanta kizombada e em tanta música latina,é algo que não se percebe.
Aliado a isso a própria equipa.
Já a Comercial,tenta diferenciar-se mas pouco mais do que isso,só que em vez de ser com kizombadas é com pop e dance a mais.
E algum fado popular pelo meio.
A meu ver,as rádios em Portugal têm conteúdos musicais muito pobres.
Mas se formos a Espanha vejo a Las 40 a ser a mesma coisa.
Só de referir que a Antena 1,também anda a começar a descambar um pouco outra vez apostando fortemente no que é muito comercial.
Já ouvi à pouco tempo Carlão,Llyod Cole no programa da manhã com o António Macedo,também já apanhei nas tardes We Trust com Diana Martinez...
E até a TSF já apresentou melhor playlist.
« Última modificação: Fevereiro 28, 2016, 12:55:36 pm por estvmkt »

JLopes

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 14
  • Radio, live transmission.
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #25 em: Fevereiro 28, 2016, 07:03:43 pm »
Façam um exercício, tirem a Adele, a Áurea, a Ana Moura e mais uma ou duas músicas e vejam como ficam as rádios. Vejamos a boa música que se faz internacionalmente nos últimos anos: Coldplay, desde o "Parachutes" só tem piorado, convertendo uma banda de rock alternativo num pop que não presta. E só se safaram copiando os Kraftwerk no Talk e o Satriani no "Viva La Vida". Pitbull é tudo o mesmo, hip hop que não presta. Kizombada faz sentido na RDP África mas não numa RFM. Meghan Trainor  não traz nada de novo. Sam Smith é daqueles em que um ouve o "Stay with me" e só consegue ouvir uma versão calma do Tom Petty. Agora é a já referida "Fast Car", que destruíram uma  grande canção folk da Tracy Chapman ao converterem-na numa dance ridícula.

Onde está a música pop? Ainda sou novo, mas tenho saudades do que se fazia antes de eu ser nascido. Tanta coisa boa, no rock, no pop, no dance e noutros estilos que faziam nos anos 70 e 80 do seculo passado. Agora é Justin Bieber, Selena Gomez, Miley Cyrus e outras porcarias que não trazem nada de novo. Este pessoal devia de ser obrigado a ouvir a discografia integral dos Beatles, dos Queen, do David Bowie, do Bob Dylan, do Ray Charles e de outras bandas e artistas antes de gravar sequer um single.

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2636
  • NSTALGIA
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #26 em: Fevereiro 28, 2016, 10:19:57 pm »
Onde está a música pop? Ainda sou novo, mas tenho saudades do que se fazia antes de eu ser nascido. Tanta coisa boa, no rock, no pop, no dance e noutros estilos que faziam nos anos 70 e 80 do seculo passado. Agora é Justin Bieber, Selena Gomez, Miley Cyrus e outras porcarias que não trazem nada de novo. Este pessoal devia de ser obrigado a ouvir a discografia integral dos Beatles, dos Queen, do David Bowie, do Bob Dylan, do Ray Charles e de outras bandas e artistas antes de gravar sequer um single.
No pop sempre houve coisas deprimentes, aliás, os meus pais são do tempo do Demis Roussos, Mamas & Papas, na RR e no RCP dos anos 70. Era isso que as pessoas pediam no mítico 'Quando o Telefone Toca', no horário da tarde. Depois havia uma edição à noite em que os pedidos eram mais alternativos como os Pink Floyd, Genesis, Yes... Aliás, a OM era mais popular e o FM (só o RCP tinha rede) era mais experimental e alternativo.

Mas sim, comparado com a altura em que comecei a ouvir rádio (anos 90) a música pop piorou e de que maneira.


Concordo consigo “AG” no que concerne à emissão de conteúdos musicais na RR. De facto, têm-se pautado pela irrelevância, derivada de uma seleção restrita e baseada em pop descartável ou naqueles temas que se repetem continuamente ao longo dos anos, e que não são nada de especial. Perdeu-se carisma. A combinação de textos com música selecionada para o efeito, há muito que desapareceu de antena. A RR transformou-se numa máquina de débito avulso de música, sem critérios coerentes de escolha, com uns dizeres pelo meio, e por isso entediante. O que foi este grupo no passado e o que é no presente. Qualquer semelhança não passa de coincidência.

A RFM é a completa descaracterização do projeto original. Verifica-se que uma rede nacional de emissores está a ser desperdiçada com conteúdo descartável, de curto alcance e imediato. Não deixa qualquer memória de futuro, esgota-se no segundo seguinte. Não se vislumbra qualquer mais-valia. Isso compromete o futuro da rádio como um todo, já que a sua função se apresenta descaracterizada, como um produto de consumo de má qualidade e instantâneo, incapaz de criar empatia duradoura com os ouvintes de uma geração, que não obtiveram nada de substantivo do que ouviram num determinado período de tempo. O grupo R/COM tem vindo a perder influência na sociedade portuguesa dada a vacuidade em que se tornou, salvando-se a componente informativa. Não me parece que o problema seja o programa matutino, “AG”, não obstante a medíocre seleção musical. Ás vezes, em vários temas seguidos não se aproveita um.
Completamente de acordo, não diria melhor. Mas o programa da manhã, com tanta conversa desinteressante e piadas sem graça nenhuma, como 'porta-aviões' da rádio como é aquele horário, não ajuda rigorosamente nada...
« Última modificação: Fevereiro 28, 2016, 10:26:17 pm por AG »

estvmkt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2187
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #27 em: Fevereiro 29, 2016, 07:12:47 pm »
Curioso que até as melhores músicas as rádios têm o dom de as estragar.
Na M80 por vezes sabe bem é ouvir o Top M80,a Zona X,o Super Pop ou o Super Rock programas que ainda escapam à monotonia de uma playlist,muito à la RR...
E como disse o JLopes,as rádios estão mesmo tão banais.
E sim,os Coldplay estão a piorar a olhos vistos,o Pitbull usa sempre o mesmo estilo (mas já foi melhor,atualmente vendeu-se por completo).
Curioso é que as melhores músicas as rádios tocam uma ou duas vezes e esquece,morrem no tempo.
Vários exemplos: Ex and Oh's da Elle King,a Comercial só tocou uma ou duas músicas,Alexandar Cardinale Made For You,a mesma coisa,tocou 2 ou 3 vezes e depois nada. Um dos melhores rappers que infelizmente tem tido pouca divulgação,o G-Easy.
Mas música mesmo de qualidade é que nadinha...
Infelizmente a moda é remix,dj's,kizombadas e latinadas...

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 855
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #28 em: Março 02, 2016, 06:50:52 pm »
Completamente de acordo, não diria melhor. Mas o programa da manhã, com tanta conversa desinteressante e piadas sem graça nenhuma, como 'porta-aviões' da rádio como é aquele horário, não ajuda rigorosamente nada...

Discordo, em parte, daquilo que referiu sobre o programa matutino designado de “Olá Manhã”. O formato procura abranger várias faixas de público, talvez o registo informal procure enquadrar-se nesse desígnio, embora, por vezes, os apresentadores exagerem, dando a impressão de estarem “cheios de si”, de se acharem “os maiores”. No entanto, acho que a rubrica que inclui depoimentos de crianças está muito bem conseguida, algumas reportagens revelam-se interessantes, as entrevistas a figuras públicas, nomeadamente, da área do espetáculo/música enquadram-se no estilo de programa e são uma mais-valia, o registo é que deve adequar-se à hora em as pessoas se preparam para iniciar o dia, com as correrias do costume, a preocupação de não chegar atrasado, etc., ou seja, quando ouvem partes da emissão. Claro está, que um discurso mais elaborado, filosófico, sequencial ou reflexivo não se enquadra no horário. Julgo que essa parte está relativamente conseguida, embora o “Olá Manhã” esteja num patamar diferente do, por exemplo, “Despertar”. Neste último, os apresentadores de então tinham mais carisma e comunicavam de forma mais genuína com o seu público, mas os tempos eram outros. A seleção musical é que não funciona da melhor maneira, acusando uma mistura aleatória de música banal. Talvez se deva ter em conta que quem ouve o programa não são os jovens, são os pais. Para adultos com o mínimo de ouvido, aquilo satura, e são estes que mudam de posto.

Em tempos houve outros formatos de programas matutinos neste mesmo grupo. Por exemplo, na RFM, nomes como Maria Elisa ou Rui Branco apresentaram o programa “Café da Manhã”. Por vezes, saiam do estúdio para terem conversas de café, no local próprio, com figuras públicas das mais diversas áreas. Foi um período interessante nos programas matutinos. Para o ouvinte, o ambiente do primeiro café do dia acontecia antes de sair de casa, assim como, o acesso à atualidade informativa (como quem lê o jornal matutino). Como constata, foram difundidas outras formas de fazer rádio pelas mesmas ondas hertzianas…

ZECA

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 209
Re: Rádios em Portugal-conteúdos musicais
« Responder #29 em: Março 03, 2016, 04:55:18 pm »
RFM? Ainda existe?
Comercial? Existe?
Tenho de vos dar os parabéns por ainda conseguirem ouvir aqueles papagaios.
Mete dó.
As duas rádios que marcaram duas gerações estão como estão.
Se querem saber como está o nível cultural e radiofónico deste país, basta perguntar pelas audiências de rádio.
O nível cultural desce consoante sobe a audiência nessas duas rádios.
Quando me lembro das conversas que então muitos tínhamos na telefonia Virtual, decorridos 15 anos (quase ), está tudo igual.