Autor Tópico: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro  (Lida 12054 vezes)

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 873
(...)
Mas estou como o R4, não sei porquê mas tenho o feeling que às tantas Sintra vai cair. Rio Maior não me acredito.
Se assim for, “pdnf”, trata-se de persistir numa “coisa” que ninguém quer saber. A ficar vaga, 92.6, seria uma boa aposta a frequência candidata para transmitir a Rádio Observador. Segundo, “Asantosc12” a área de cobertura é bastante interessante, possibilita a interseção de sinal com os emissores de Lisboa, ou seja, seria possível ouvir a rádio durante mais de 100 km para norte, mais de 1h30 de escuta contínua. Os residentes da região, seguramente que ficariam a ganhar com a mudança de projeto em 92.6.

Eu, não vou testar as condições de receção do emissor porque o que de lá sai é inaudível.
« Última modificação: Novembro 13, 2022, 02:55:50 am por Luis Carvalho »

pdnf

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 5467
  • Foi a Rádio que fez Abril!
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #1 em: Novembro 12, 2022, 11:01:54 pm »
(...)
Mas estou como o R4, não sei porquê mas tenho o feeling que às tantas Sintra vai cair. Rio Maior não me acredito.
Se assim for, “pdnf”, trata-se de persistir numa “coisa” que ninguém quer saber. A ficar vaga, 92.6, seria uma boa aposta a frequência candidata para transmitir a Rádio Observador. Segundo, “Asantosc12” a área de cobertura é bastante interessante, possibilita a interseção de sinal com os emissores de Lisboa, ou seja, seria possível ouvir a rádio durante mais de 100 km para norte, mais de 1h30 de escuta contínua. Os residentes da região, seguramente que ficariam a ganhar com a mudança de projeto em 92.6.

Eu, não vou testar as condições de receção do emissor porque o que de lá sai é inaudível.

Tem melhores alternativas a Observador, se a Lei o permitisse, até frequências livres haveriam. 92.6 têm problemas, como já for referido em Leiria, mas também sofrem com a Ràdio Clube da Pampilhosa, essa local de 1Kw que dá coça à pequena Mega para sul, mas também à gigante Antena 2 para Norte.

Pode sempre testar com o rádio sem som, quando perder o RDS é sinal que acabou. Mas também não é assim tão dramático. Há muito pior do que a Mega, embora concorde que já tenha entusiasmado mais o produto.
Rádio é:
Ir ao fim da Rua, a ligar Portugal, aconteça o que acontecer.
Mais música nova para sentir (e decidir).
Estar no carro, em casa, em todo o lado, só se quiseres.
Saber que se a vida tem uma música, ela passa-a.
É a arte que toca, mais do que música...PESSOAS. Ah, and all that "unique" soul.

estvmkt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2237
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #2 em: Novembro 12, 2022, 11:09:03 pm »
Sintra faz muita falta...
Cascais,Sintra...

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 873
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #3 em: Novembro 12, 2022, 11:44:39 pm »
Caro “pdnf”, uma rádio que emite em 92.6, sul do distrito de Aveiro, vai interferir com um centro emissor em 92.5, no distrito do Porto. Tratando-se de frequências diferentes, mesmo que sejam contíguas, como tal é possível? No recetor que disponho, duas estações que emitam em frequências adjacentes não interferem, mesmo que o sinal de uma seja forte e, da outra, fraco. Não há nada a fazer quando tem duas emissoras diferentes a chegar na mesma frequência, o que acontece, por exemplo, nas esporádicas. Portanto, porventura verifica-se algum problema de afinação no emissor da Pampilhosa, haverá harmónicos?

Não consta que os sinais das rádios locais do distrito de Aveiro atravessem a Serra de Mira D’Aire e Candeeiros de um lado ao outro para chegarem até aqui e mesmo ao Oeste. Mas “ASantosc12” conhece a situação melhor que eu, e, talvez, possa partilhar o seu ponto de vista.

Que outras alternativas tem em mente?

pdnf

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 5467
  • Foi a Rádio que fez Abril!
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #4 em: Novembro 13, 2022, 12:21:08 am »
Caro “pdnf”, uma rádio que emite em 92.6, sul do distrito de Aveiro, vai interferir com um centro emissor em 92.5, no distrito do Porto. Tratando-se de frequências diferentes, mesmo que sejam contíguas, como tal é possível? No recetor que disponho, duas estações que emitam em frequências adjacentes não interferem, mesmo que o sinal de uma seja forte e, da outra, fraco. Não há nada a fazer quando tem duas emissoras diferentes a chegar na mesma frequência, o que acontece, por exemplo, nas esporádicas. Portanto, porventura verifica-se algum problema de afinação no emissor da Pampilhosa, haverá harmónicos?

Não consta que os sinais das rádios locais do distrito de Aveiro atravessem a Serra de Mira D’Aire e Candeeiros de um lado ao outro para chegarem até aqui e mesmo ao Oeste. Mas “ASantosc12” conhece a situação melhor que eu, e, talvez, possa partilhar o seu ponto de vista.

Que outras alternativas tem em mente?

joao_s mas que interfere, interfere, e eu tenho um bom recetor no carro. Cria ruído de tentativa de entrada. Já postei um áudio no tópico dos emissores da RDP, hoje mesmo o Memórias confirmou que a Antena 2 está com um desempenho bem fraco. E isso passou a acontecer desde que a Pampilhosa começou a conseguir chegar a Norte, digo Gaia, mas já apanhei no Porto, Matosinhos e Maia, e não, não foi em dia de propagação. Nesses dias lhe garanto, aqui na zona de Serra de Canelas, a Pampilhosa consegue anular completamente a Antena 2. Curiosamente, se a Mega de Rio Maior chegar e anular a Pampilhosa, já a Antena 2 respira melhor, mesmo muitas vezes a levar com Mega em 92.4 e 92.6.
Já para cima no tópico se referiu que a Pampilhosa agora chega ao Norte do distrito de Leiria. Não furará a Serra de Mira D'Aire, mas impedirá uma expansão para Norte mais eficaz, o que é relevante na ligação rodoviária Lisboa-Porto, e, particularmente, numa eventual ligação a um emissor para o sul de Aveiro/Coimbra, o que é importante. Os 92.6 são relativamente fracos, seja na A1, seja na A8 não asseguram eficazmente a ligação com 90.0 Coimbra, que é um excelente emissor, dificilmente a Observador encontra um tão eficaz na zona.

Já aqui se falaram em algumas soluções, mas para apanhar Leiria , o que presumo que se pretenda, e também Santarém, penso que os 88.1 da Benedita poderiam ser uma boa solução. Ainda esta semana, logo depois de passar o nó da A25 na A1, comecei a levar entradas dela, justamente na Observador que emite na mesma frequência em São João da Madeira. Os 104.6 da Hiper também seriam melhores, ou os 94.0 da 94Leiria. Teria ainda a +OESTE mas talvez já fosse mais difícil a ligação com um eventual emissor para a zona do Distrito de Coimbra. Mas quem conhece bem a zona, poder-se-á pronunciar. Isto é o que faço com recurso ao FM Scan e às passagens entre Lx-Prt.
Rádio é:
Ir ao fim da Rua, a ligar Portugal, aconteça o que acontecer.
Mais música nova para sentir (e decidir).
Estar no carro, em casa, em todo o lado, só se quiseres.
Saber que se a vida tem uma música, ela passa-a.
É a arte que toca, mais do que música...PESSOAS. Ah, and all that "unique" soul.

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2737
  • NSTALGIA
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #5 em: Novembro 13, 2022, 12:47:42 am »
(...)
Mas estou como o R4, não sei porquê mas tenho o feeling que às tantas Sintra vai cair. Rio Maior não me acredito.
Se assim for, “pdnf”, trata-se de persistir numa “coisa” que ninguém quer saber. A ficar vaga, 92.6, seria uma boa aposta a frequência candidata para transmitir a Rádio Observador. Segundo, “Asantosc12” a área de cobertura é bastante interessante, possibilita a interseção de sinal com os emissores de Lisboa, ou seja, seria possível ouvir a rádio durante mais de 100 km para norte, mais de 1h30 de escuta contínua. Os residentes da região, seguramente que ficariam a ganhar com a mudança de projeto em 92.6.

Eu, não vou testar as condições de receção do emissor porque o que de lá sai é inaudível.

Tem melhores alternativas a Observador, se a Lei o permitisse, até frequências livres haveriam. 92.6 têm problemas, como já for referido em Leiria, mas também sofrem com a Ràdio Clube da Pampilhosa, essa local de 1Kw que dá coça à pequena Mega para sul, mas também à gigante Antena 2 para Norte.

Pode sempre testar com o rádio sem som, quando perder o RDS é sinal que acabou. Mas também não é assim tão dramático. Há muito pior do que a Mega, embora concorde que já tenha entusiasmado mais o produto.
Na mesma localidade há um produto muito melhor e ainda por cima é feito na região: a HiperFM. Também a Cidade FM tem boa corbertura na zona, logo a Mega aqui é inútil e redundante. E acreditando nos relatos do user Asantosc12 a Mega não tem audiência na zona. Como já disse antes, o auditório ficaria a ganhar com uma rádio com um outro perfil.

Quanto à Observador, já referi algumas frequências que poderiam dar uma cobertura óptima da Zona Centro, teriam sempre de escolher duas, uma delas a norte da Serra d'Aire e outra a sul. Em suma:
No distrito de Aveiro: 100,8 Anadia, 92,6 Pampilhosa e 99,3 ou 100,0 de Águeda (teriam de deixar os 88,1 pois são do mesmo distrito; iriam cobrir Aveiro na mesma com qualidade e conseguiriam agora chegar a Coimbra, mas na zona do Porto seria diferente para pior).
No distrito de Coimbra: 104,4 Soure, 99,1 Figueira da Foz, 96,2 Condeixa, no 100,5 Vila Nova de Poiares.
No distrito de Leiria: 94,0 Leiria, 88,1 ou 95,5 Alcobaça, 100,5 Porto de Mós, 87,6 e 97,0 Pombal.
No distrito de Santarém: 98,0 ou 90,5 de Tomar, 88,4 Golegã, 100,8 Torres Novas.
« Última modificação: Novembro 13, 2022, 12:53:17 am por AG »

estvmkt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2237
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #6 em: Novembro 13, 2022, 01:14:09 am »
Esses 100.8 chegam a Viseu

Memorias da Radio

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 3083
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #7 em: Novembro 13, 2022, 01:25:38 am »
(...)
Mas estou como o R4, não sei porquê mas tenho o feeling que às tantas Sintra vai cair. Rio Maior não me acredito.
Se assim for, “pdnf”, trata-se de persistir numa “coisa” que ninguém quer saber. A ficar vaga, 92.6, seria uma boa aposta a frequência candidata para transmitir a Rádio Observador. Segundo, “Asantosc12” a área de cobertura é bastante interessante, possibilita a interseção de sinal com os emissores de Lisboa, ou seja, seria possível ouvir a rádio durante mais de 100 km para norte, mais de 1h30 de escuta contínua. Os residentes da região, seguramente que ficariam a ganhar com a mudança de projeto em 92.6.

Eu, não vou testar as condições de receção do emissor porque o que de lá sai é inaudível.

Tem melhores alternativas a Observador, se a Lei o permitisse, até frequências livres haveriam. 92.6 têm problemas, como já for referido em Leiria, mas também sofrem com a Ràdio Clube da Pampilhosa, essa local de 1Kw que dá coça à pequena Mega para sul, mas também à gigante Antena 2 para Norte.

Pode sempre testar com o rádio sem som, quando perder o RDS é sinal que acabou. Mas também não é assim tão dramático. Há muito pior do que a Mega, embora concorde que já tenha entusiasmado mais o produto.
Na mesma localidade há um produto muito melhor e ainda por cima é feito na região: a HiperFM. Também a Cidade FM tem boa corbertura na zona, logo a Mega aqui é inútil e redundante. E acreditando nos relatos do user Asantosc12 a Mega não tem audiência na zona. Como já disse antes, o auditório ficaria a ganhar com uma rádio com um outro perfil.

Quanto à Observador, já referi algumas frequências que poderiam dar uma cobertura óptima da Zona Centro, teriam sempre de escolher duas, uma delas a norte da Serra d'Aire e outra a sul. Em suma:
No distrito de Aveiro: 100,8 Anadia, 92,6 Pampilhosa e 99,3 ou 100,0 de Águeda (teriam de deixar os 88,1 pois são do mesmo distrito; iriam cobrir Aveiro na mesma com qualidade e conseguiriam agora chegar a Coimbra, mas na zona do Porto seria diferente para pior).
No distrito de Coimbra: 104,4 Soure, 99,1 Figueira da Foz, 96,2 Condeixa, no 100,5 Vila Nova de Poiares.
No distrito de Leiria: 94,0 Leiria, 88,1 ou 95,5 Alcobaça, 100,5 Porto de Mós, 87,6 e 97,0 Pombal.
No distrito de Santarém: 98,0 ou 90,5 de Tomar, 88,4 Golegã, 100,8 Torres Novas.

Atenção aos 100.8 Torres Novas porque a MEO Sudoeste não perdoa e no concelho ao lado, no Entroncamento, há zonas sem qualquer sinal, mesmo em Santarém a coisa não é o mais famoso que já ouvi em certos pontos. Cheguei a ouvir a MEO Sudoeste junto ao CNEMA limpinha…

Para mim é inequívoco: a aposta tem que passar sempre em primeira instância pela Serra de Sicó. Com a cota que tem, é a única que garante escuta em condições de qualidade seja para Leiria (a 20kms), seja para Coimbra (a 30kms), podendo chegar à Bairrada e daí para diante andar no ping-pong em Águeda até trocar com os 88.1.

E há poucos municípios que façam fronteira com Pombal: Figueira da Foz, Soure, Ansião, Alvaiázere, Ourém e Leiria.

Desde logo Leiria exclui-se, porque se a 94 fosse para Sicó perdia-se sinal em Leiria e o que chegava a Coimbra nunca seria brilhante, por ter que estar apontada para lá. Alvaiázere

Da Figueira da Foz, os 99.1 são possíveis deslocalizando para Sicó; mesmo que tivesse que o fazer apontado para a Figueira, chegaria sempre bom sinal a Coimbra e Leiria seria próximo qb que desse para o gasto em tudo, exceto no centro absoluto. Também tem PAR apropriada para o efeito. Mesmo que levasse refletores no sentido inverso ia afetar quê? Tomar? Quem é que faz a A13 sequer? E podia levar uma micro no centro da Figueira, que asseguraria bons níveis de sinal num ponto turisticamente importante em Agosto.

Ourém/Alvaiázere têm a ABC Portugal em 92.3. Deslocalizada para Sicó, poderia obrigar a refletores; no entanto, a Coimbra não tenho dúvidas que chegaria bem. A frequência para mais é limpa, com apenas 92.1 da Maiorca, 92.5 da Antena 2, e 92.6; os 92.2 da Oliveirinha em Aveiro são demasiado fracos para fazer mossa. E também poderia levar uma micro para a localidade, talvez atenuando os efeitos da mudança, e não sei se com 50w aquela cota até não chegaria a Santarém… não sei não…

Soure tem a Rádio Popular de Soure e dada a cota à qual se desenvolve Soure e a proximidade a Pombal, duvido que precisasse de refletores. Estando em linha com Pombal, beneficia Coimbra sobre Leiria mas chegava às duas. Note-se que tem apenas 500w, o que na minha opinião põe em causa a escuta no centro de Leiria, e muito para lá de Leiria, pela dificuldade orográfica da zona, MAS para as duas dá, com esse senão.

E por fim temos uma que ainda ninguém falou: Rádio Terra Nova, 105.5 Ansião. Faz fronteira com Pombal, permite a ligação, e em Sicó cobre tudo: Pombal, Ansiao, Leiria, Coimbra, tudo. Admito que certas zonas de Ansião não se escutasse e por isso pudesse obrigar a uma micro (nem era a refletores, era mesmo a uma micro) na zona. Além disso não nos podemos esquecer que há a 105.6 em Aveiro, que na Bairrada chega lá sinal razoável, o que dificultaria a comutação.

Há no entanto um furo nesta para resolver: há uma frequência vaga e inutilizada na região de Leiria. Mais concretamente, os 104.8 da antiga Rádio Batalha. E em 104.8, os únicos problemas que tinha seriam para lá da Bairrada com o Rádio Clube da Feira MAS como já lá tem os 88.1 com +- o mesmo diagrama de cobertura teórica… deixa de o ser. E essa frequência está mais que limpa.

Também pode ser usada essa solução com os 92.3 da ABC Portugal, não esquecer que Ourém é já distrito de Leiria e pertence à região. As outras não possuem esse problema.

Ou seja: para conseguir uma solução que apanhe dois distritos “e meio” (a Bairrada em Aveiro incluída) vai sempre dar trabalho. Mas compensa no fim. É preciso é ter cabeça, pensar bem e agir melhor.

E claro, fica depois a faltar a ligação que haja na zona Oeste e no Ribatejo, e aí… Mais Oeste, HiperFM, Benedita ou Cister, ou qualquer deslocalização para o Montejunto. Há também duas frequências livres em Santarém, a saber 92.7 (Rádio Piranha) e 89.7 (a antiga da Antena Livre, embora não seja a melhor das espingardas). Daí para diante é jogar com isso…
« Última modificação: Novembro 13, 2022, 01:40:49 am por Memorias da Radio »

Luis Carvalho

  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1413
  • Façam a TSF Grande Outra Vez!
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #8 em: Novembro 13, 2022, 02:59:13 am »
Nota:

Para evitar maior dispersão no tópico "Mega Hits", a discussão relativa às frequências possíveis (rádios locais)  para o alargamento da cobertura da Rádio Observador ao Ribatejo e região Centro foi separada do tópico em causa e transferida para o presente tópico.
« Última modificação: Novembro 13, 2022, 03:00:50 am por Luis Carvalho »
Cumprimentos,
Luís Carvalho

Administrador do "Fórum da Rádio"

estvmkt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2237
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #9 em: Novembro 13, 2022, 03:08:33 pm »
No meu ver era a Rádio Provincia...
100.8 era excelente,iria cobrir logo 3 distritos...
Entra em Viseu...

pdnf

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 5467
  • Foi a Rádio que fez Abril!
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #10 em: Novembro 13, 2022, 03:43:03 pm »
No meu ver era a Rádio Provincia...
100.8 era excelente,iria cobrir logo 3 distritos...
Entra em Viseu...

100.8 da Província são da Anadia, distrito de Aveiro. Ora, como 88.1 São João da Madeira pertencem ao mesmo distrito, é uma solução para esquecer. MAs 88.1 não chegam de todo a Viseu? Ainda que não nas melhores condições?
Rádio é:
Ir ao fim da Rua, a ligar Portugal, aconteça o que acontecer.
Mais música nova para sentir (e decidir).
Estar no carro, em casa, em todo o lado, só se quiseres.
Saber que se a vida tem uma música, ela passa-a.
É a arte que toca, mais do que música...PESSOAS. Ah, and all that "unique" soul.

estvmkt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2237
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #11 em: Novembro 13, 2022, 05:09:57 pm »
88.1 esquece sinal zero

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 873
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #12 em: Novembro 13, 2022, 06:35:53 pm »
(...)
Já aqui se falaram em algumas soluções, mas para apanhar Leiria , o que presumo que se pretenda, e também Santarém, penso que os 88.1 da Benedita poderiam ser uma boa solução. Ainda esta semana, logo depois de passar o nó da A25 na A1, comecei a levar entradas dela, justamente na Observador que emite na mesma frequência em São João da Madeira. Os 104.6 da Hiper também seriam melhores, ou os 94.0 da 94Leiria. Teria ainda a +OESTE mas talvez já fosse mais difícil a ligação com um eventual emissor para a zona do Distrito de Coimbra. Mas quem conhece bem a zona, poder-se-á pronunciar. Isto é o que faço com recurso ao FM Scan e às passagens entre Lx-Prt.

Hoje de manhã, na A1, sentido sul-norte, depois das portagens de Santarém, havia bastante trânsito para um domingo a estas horas, o mesmo se verificou na A23. Por acaso, ocorreu-me, em todas aquelas viaturas, quantas vinham a disfrutar o agradável som ambiente da ‘SmoothFM’, com emissão magistralmente conduzida pelo João Vaz, banda sonora, digamos assim, sofisticada, audição perfeita, sinal forte; e quantos condutores e ocupantes viriam a resmungar por não conseguirem ouvir nada da Rádio Observador, sinal nulo, não há o mínimo vestígio. Estas duas estações acrescentam valor para o auditório, pois, os ouvintes ganham ambiente radiofónico agradável, de bom gosto, cultura, conhecimento, informação, etc. Portanto, no contexto de um tópico anterior, merecem ter lucro considerável, fazem por isso.

Constato, com perplexidade, que o caro “pdnf” ouve essa mega coisa, limitada, pirosa, enfim, um atentado à inteligência. Com a sua formação pessoal e académica, como tal é possível? Dali não extrai nada, não acrescenta nada, trata-se de mera perda de tempo. Agora, neste mundo de desinformação, acrescente uma camada de superficialidade, e deduza o que se obtém dali. “Malta” totalmente alheada do que se passa à sua volta e presas fáceis para discursos incendiários, caem que nem tordos. Ingénuos, a viver num mundo “faz de conta”, endrominados por pseudo-vedetas da net e da rádio, que os usam. Parece uma realidade distópica saída de um livro de Orwell.

Considerar os 104.6 ”HiperFM”, uma rádio local com audiência, que desempenha um papel na região, para retransmitir a Rádio Observador, acho uma total falta de ética. Isso não se faz, está errado. Devem ser consideradas frequências de rádios locais moribundas ou extintas para esse propósito, não roubar às populações as rádios locais que lhes são próximas.

Nesta equação, importa considerar uma variável relevante. Que emissor a norte de Lisboa reúne condições para fazer a transição de sinal com os emissores da área metropolitana e propagar, para norte, o mais distante possível. A transição deve ocorrer da forma mais impercetível que for possível, caso contrário, os ouvintes da estação desligam-se logo a seguir a Vila Franca de Xira/Aveiras de Cima. Outro fator a ter em conta, é que os atuais emissores de Lisboa da Rádio Observador propagam muito deficientemente o sinal da estação para norte. Por exemplo, aqui, consigo sintonizar praticamente todos os emissores de rádio que pertencem à área metropolitana de Lisboa, com a exceção da Rádio Observador. Porquê, desconheço.

Portanto, uma boa (hipotética) solução para todas as partes consiste em reunir condições para negociação entre a Rádio Observador e a r/com, de forma a que a primeira adquira o emissor de 92.6 Rio Maior para esse desiderato, sincronizado com RDS-AF 24/7/365. Pelas descrições do “ASantosc12” este emissor seria candidato e tem um desempenho de cobertura interessante. É como se tivesse um emissor do Porto que colocasse sinal para sul da Figueira da Foz, mas em Paços de Ferreira não ouvisse nada. Nesse caso, a hipotética propagação é facilitada pela proximidade do mar, neste, faz-se exclusivamente por terra.

Julio Carvalho

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 3745
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #13 em: Novembro 13, 2022, 08:02:34 pm »
Este discurso do caro João, faz me tanto, mas tanto lembrar - me do que dizia o meu pai, quando ainda na década de 70, me me via a ouvir o Programa 4 da RDP.

Ja disse aqui que herdei a minha paixão da rádio do meu pai, fedelissimo ouvinte do Programa 1, da RDP.

Ofereceu me, numa passagem de ano escolar, , uma caríssima aparelhagem onde ouvia música e rádio em condicoes invejáveis.

Por essa altura, no nordeste transmontano, onde nasci, só se ouvia o Programa 1, o programa 2 e a RR.

Na minha aparelhagem também conseguia ouvir o Programa 4, principalmente à noite e era frequente nessa altura ir para o quarto ouvir, músicas que nunca tinha ouvido, mas que me fascinavam. Nessa sabia que podia existir música assim.

O meu pai também ouviu e achou um horror, aquilo não era música, uma rádio onde nada se aprendia. Eu fazia orelhas moucas e continuava  a ouvir.

A minha história como jovem ouvinte de rádio.

Agora a Mega Hits, ou a Cidade FM, que as minhas filhas ouvem. Tem música comercial, muita coisa boa, outra tanta intragável, como a Comercial, a RFM, a RR, M80 ou mesmo a Hiper FM, que só ouvi uma vez e por pouco tempo, e lá ouvi as mesmas músicas...


« Última modificação: Novembro 13, 2022, 08:04:53 pm por R4 »

estvmkt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2237
Re: Rádio Observador - frequências possíveis para cobertura da região Centro
« Responder #14 em: Novembro 13, 2022, 09:20:51 pm »
A Observador precisa de 2 emissores.
Um para Santarém e outro zona centro e que chegue a Viseu.
Viseu é um alvo apetecível dada a tendência partidária da radio.
No meu ver os 100.8 seriam o ideal...da Provincia...
Outra possibilidade,pouco remota,seria a Bauer abdicar da frequência de Vale de Cambra...
Os 96.2.de Condeixa chegam mal a Viseu,não tão bem...
99.1 da Figueira da Foz já foram melhores.
100.5 Mundial Fm esquece muito difícil esta rádio tem mercado na região centro.
A não ser que apostassem em emissão local em Viseu e os 98.9 da Jornal do Centro acentaria que nem uma luva.
Esta rádio já prometeu muito neste momento está muito desliggada do propósito de palavra que foi criada.
Outra possibilidade mais remota seria trocar os 88.1 pela Lafoes Fm,que está ao abandono...
A Lafoes com emissor optimizado chega ao Porto e faz as vezes dos 88.1 para norte.
E aqui podiam entrar em cena os 100.8.
Imaginem 93.7+98.7 Lisboa,100.8 Anadia,93.0 para Viseu e parte do Porto+98.4 ficava aqui a uma rede interessante.
« Última modificação: Novembro 13, 2022, 09:23:53 pm por estvmkt »