Autor Tópico: Rádios locais do Algarve  (Lida 5453 vezes)

pdf

  • Visitante
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #15 em: Agosto 10, 2019, 11:42:22 am »
O Algarve neste momento tem as seguintes rádios:
Rádio Solar - Albufeira
Rádio Gilão
Total FM
Rádio Horizonte
Alvor FM
Rádio Guadiana
RUA FM

Por isso,  não posso dizer que o Algarve não tenha algumas rádios, agora se não divulgam os eventos, será por falta de interesse, falta de comunicação, etc.

Se verificar no tema, apenas a RUA Fm é da área geografica que falo, e esta rádio, dado o seu cariz universatário não cobre as necessidadades da população em muitas áreas.

O Algarve é uma região bairrista e as outras rádio (tambem por falta de meios), não cobrem eventos de outros municipios que não o deles.

Eu conheço muito bem a região, porque sou algarvio.
Sou de Portimão, faço relatos de futebol um pouco por todo o Algarve.
Eu vou dar o exemplo da programação desportiva no Algarve, pois estou mais por dentro.
No Algarve atualmente há 3 rádios a transmitir futebol:
A Rádio Alvor (que faz os relatos de futebol e de futsal do Portimonense, e os relatos de futebol do Esperança de Lagos)
A Rádio Fóia (que faz os relatos de futebol e acompanha todos os jogos da Primeira Divisão Distrital da Associação de Futebol do Algarve, mais uns quantos jogos da Segunda Divisão Distrital)
E a Rádio Santo António (que faz alguns relatos dos jogos do Lusitano de Vila Real de Santo António no Distrital Algarvio, para além da fraca cobertura do emissor de Castro Marim dos 103.3Mhz, e da inexistência de emissão online por parte desta rádio).
Como podemos verificar, há muitos clubes históricos do futebol algarvio, que não têm sequer qualquer tipo de acompanhamento em rádios locais no Algarve (a Rádio Fóia dantes acompanhava aos domingos os jogos no Algarve das equipas algarvias nos Campeonatos Nacionais, mas atualmente apenas se remete ao "Distritalão").
Eu tenho ligações à Rádio Universitária do Algarve (RUA FM).
Fui o último relatador da RUA FM, na altura em que a Rádio Universitária do Algarve ainda apostava no futebol (coisa que agora a atual direção prefere não o fazer).
Eu acompanhei durante quase uma época os jogos todos do Farense no Algarve (jogos em casa, em Olhão e em Portimão, pois na altura o Olhanense e o Portimonense ainda estavam ambos na Segunda Liga).
E por muitos que nós não queiramos, a Rádio Universitária do Algarve não é alternativa para aquela região.
E pior que isso, é que não há qualquer tipo de alternativa à RUA FM.
A Total FM poderia fazer esse serviço local, mas prefere bombardear as suas emissões com música a metro, sem qualquer tipo de locução.
Até dá pena a Total FM com a cobertura que tem em praticamente todo o Algarve, não fazer um serviço local/regional em prol das populações da zona da capital algarvia.
Voltando à questão dos relatos de futebol, o Farense na sua época dourada (anos 90), chegou a ter 6 rádios locais a acompanhá-lo para todo o lado.
Atualmente nem uma rádio acompanha o Farense.
E isso porque a Rádio Universitária do Algarve não pode ter publicidade comercial, e ninguém de direito parece ter interesse em que haja relatos de futebol do Farense na única rádio de Faro, derivado às limitações já faladas.
O Olhanense que é outro histórico do futebol algarvio, também não tem nenhuma rádio a fazer os seus relatos.
O Louletano igual...
Posso frisar que chegou a criar-se um movimento em Faro, com apoio do poder político, para que a ERC abrisse um concurso para uma rádio local em Faro.
Mas com a Entidade Reguladora existente em Portugal, é praticamente impossível isso acontecer.
E é por isso que na zona de Faro/Olhão e São Brás de Alportel existe uma grande lacuna de rádios locais nesta região.

E em termos desportivos (sem ser futebol), a Rádio Gilão que durante muitos anos fez relatos de futebol, futsal e andebol, atualmente só dá ciclismo (desporto rei da cidade de Tavira).
A Rádio Horizonte Algarve, atualmente é igual à Gilão (exceto o facto de não ter transmitido futebol, futsal e andebol antes, como a Gilão).
Creio mesmo que a Rádio Horizonte Algarve há uns tempos até transmitia em direto algumas provas de desportos motorizados (mais concretamente o rally de Portugal, com o programa pilotos e máquinas, que passava também em simultâneo na altura na Solar FM e na Algarve FM).
A Solar FM nunca apostou em futebol, mas chegou a fazer uns relatos pontualmente do Imortal e do Ferreiras no Distrital Algarvio, quando a Fóia não transmitia relatos (que só acontecia quando havia jornadas aos feriados que não coincidiam com fins de semana).
A Rádio Lagoa durante alguns anos fez relatos, mas atualmente não tem desporto.
Há cerca de duas épocas, chegou a ter um protocolo com o Grupo Desportivo Lagoa, em que o Diretor de Marketing do Lagoa entrava em direto, só para dar informações dos jogos do Lagoa.
A Rádio Restauração é que foi a última rádio da zona de Faro/Olhão/São Brás (a Rádio tinha emissor em Olhão) a ter uma grande emissão desportiva.
Acompanhava precisamente os 3 históricos algarvios que eu falei, e que agora não têm possibilidade de ter relatos dos seus jogos, pelo o fecho desta mesma rádio (acompanhavam o Louletano, Farense e Olhanense para todo o lado).
Até a própria Algarve FM que tinha uma emissão desportiva, em que acompanhavam os melhores jogos do Distrital Algarvio, mais as equipas do barlavento algarvio nos campeonatos nacionais quando jogavam em casa, tiveram que acabar com o desporto, quando a Rádio foi vendida à IURD.
Atualmente, olhando para o panorama de rádios no Algarve, é triste.
Creio que de todas as rádios que emitem no Algarve, só 3 é que têm os estúdios digitalizados (a RUA FM, a Rádio Gilão, e creio que a Rádio Guadiana (mas sem certezas desta última).
As restantes rádios vão sobrevivendo com mesas de mistura e de som, muitas delas com mais de 30 anos "nas pernas".
E a Rádio Portimão (106,5 MHz)?

Enviado do meu View2 Plus através do Tapatalk
A Rádio Portimão tem um emissor de 400w, e cobre apenas o concelho, e pouco mais.
Para além do emissor estar num local não muito favorável.
A nível de programação, se calhar fazem um trabalho mais local que algumas outras rádios algarvias, mas nada de especial.
Eu estou a estudar no norte, e oiço muitas as rádios locais do norte. E não tem qualquer tipo de comparação com as rádios locais do Algarve...
Claro que no norte há mais indústria, há mais publicidade, mas no Algarve falta uma rádio que se dedique a 100% à região.
Fóia, Gilão ou Lagoa não cumprem esse propósito?

Enviado do meu MI 9 através do Tapatalk


nelsonsoares

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 409
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #16 em: Agosto 10, 2019, 05:05:30 pm »
O Algarve neste momento tem as seguintes rádios:
Rádio Solar - Albufeira
Rádio Gilão
Total FM
Rádio Horizonte
Alvor FM
Rádio Guadiana
RUA FM

Por isso,  não posso dizer que o Algarve não tenha algumas rádios, agora se não divulgam os eventos, será por falta de interesse, falta de comunicação, etc.

Se verificar no tema, apenas a RUA Fm é da área geografica que falo, e esta rádio, dado o seu cariz universatário não cobre as necessidadades da população em muitas áreas.

O Algarve é uma região bairrista e as outras rádio (tambem por falta de meios), não cobrem eventos de outros municipios que não o deles.

Eu conheço muito bem a região, porque sou algarvio.
Sou de Portimão, faço relatos de futebol um pouco por todo o Algarve.
Eu vou dar o exemplo da programação desportiva no Algarve, pois estou mais por dentro.
No Algarve atualmente há 3 rádios a transmitir futebol:
A Rádio Alvor (que faz os relatos de futebol e de futsal do Portimonense, e os relatos de futebol do Esperança de Lagos)
A Rádio Fóia (que faz os relatos de futebol e acompanha todos os jogos da Primeira Divisão Distrital da Associação de Futebol do Algarve, mais uns quantos jogos da Segunda Divisão Distrital)
E a Rádio Santo António (que faz alguns relatos dos jogos do Lusitano de Vila Real de Santo António no Distrital Algarvio, para além da fraca cobertura do emissor de Castro Marim dos 103.3Mhz, e da inexistência de emissão online por parte desta rádio).
Como podemos verificar, há muitos clubes históricos do futebol algarvio, que não têm sequer qualquer tipo de acompanhamento em rádios locais no Algarve (a Rádio Fóia dantes acompanhava aos domingos os jogos no Algarve das equipas algarvias nos Campeonatos Nacionais, mas atualmente apenas se remete ao "Distritalão").
Eu tenho ligações à Rádio Universitária do Algarve (RUA FM).
Fui o último relatador da RUA FM, na altura em que a Rádio Universitária do Algarve ainda apostava no futebol (coisa que agora a atual direção prefere não o fazer).
Eu acompanhei durante quase uma época os jogos todos do Farense no Algarve (jogos em casa, em Olhão e em Portimão, pois na altura o Olhanense e o Portimonense ainda estavam ambos na Segunda Liga).
E por muitos que nós não queiramos, a Rádio Universitária do Algarve não é alternativa para aquela região.
E pior que isso, é que não há qualquer tipo de alternativa à RUA FM.
A Total FM poderia fazer esse serviço local, mas prefere bombardear as suas emissões com música a metro, sem qualquer tipo de locução.
Até dá pena a Total FM com a cobertura que tem em praticamente todo o Algarve, não fazer um serviço local/regional em prol das populações da zona da capital algarvia.
Voltando à questão dos relatos de futebol, o Farense na sua época dourada (anos 90), chegou a ter 6 rádios locais a acompanhá-lo para todo o lado.
Atualmente nem uma rádio acompanha o Farense.
E isso porque a Rádio Universitária do Algarve não pode ter publicidade comercial, e ninguém de direito parece ter interesse em que haja relatos de futebol do Farense na única rádio de Faro, derivado às limitações já faladas.
O Olhanense que é outro histórico do futebol algarvio, também não tem nenhuma rádio a fazer os seus relatos.
O Louletano igual...
Posso frisar que chegou a criar-se um movimento em Faro, com apoio do poder político, para que a ERC abrisse um concurso para uma rádio local em Faro.
Mas com a Entidade Reguladora existente em Portugal, é praticamente impossível isso acontecer.
E é por isso que na zona de Faro/Olhão e São Brás de Alportel existe uma grande lacuna de rádios locais nesta região.

E em termos desportivos (sem ser futebol), a Rádio Gilão que durante muitos anos fez relatos de futebol, futsal e andebol, atualmente só dá ciclismo (desporto rei da cidade de Tavira).
A Rádio Horizonte Algarve, atualmente é igual à Gilão (exceto o facto de não ter transmitido futebol, futsal e andebol antes, como a Gilão).
Creio mesmo que a Rádio Horizonte Algarve há uns tempos até transmitia em direto algumas provas de desportos motorizados (mais concretamente o rally de Portugal, com o programa pilotos e máquinas, que passava também em simultâneo na altura na Solar FM e na Algarve FM).
A Solar FM nunca apostou em futebol, mas chegou a fazer uns relatos pontualmente do Imortal e do Ferreiras no Distrital Algarvio, quando a Fóia não transmitia relatos (que só acontecia quando havia jornadas aos feriados que não coincidiam com fins de semana).
A Rádio Lagoa durante alguns anos fez relatos, mas atualmente não tem desporto.
Há cerca de duas épocas, chegou a ter um protocolo com o Grupo Desportivo Lagoa, em que o Diretor de Marketing do Lagoa entrava em direto, só para dar informações dos jogos do Lagoa.
A Rádio Restauração é que foi a última rádio da zona de Faro/Olhão/São Brás (a Rádio tinha emissor em Olhão) a ter uma grande emissão desportiva.
Acompanhava precisamente os 3 históricos algarvios que eu falei, e que agora não têm possibilidade de ter relatos dos seus jogos, pelo o fecho desta mesma rádio (acompanhavam o Louletano, Farense e Olhanense para todo o lado).
Até a própria Algarve FM que tinha uma emissão desportiva, em que acompanhavam os melhores jogos do Distrital Algarvio, mais as equipas do barlavento algarvio nos campeonatos nacionais quando jogavam em casa, tiveram que acabar com o desporto, quando a Rádio foi vendida à IURD.
Atualmente, olhando para o panorama de rádios no Algarve, é triste.
Creio que de todas as rádios que emitem no Algarve, só 3 é que têm os estúdios digitalizados (a RUA FM, a Rádio Gilão, e creio que a Rádio Guadiana (mas sem certezas desta última).
As restantes rádios vão sobrevivendo com mesas de mistura e de som, muitas delas com mais de 30 anos "nas pernas".
E a Rádio Portimão (106,5 MHz)?

Enviado do meu View2 Plus através do Tapatalk
A Rádio Portimão tem um emissor de 400w, e cobre apenas o concelho, e pouco mais.
Para além do emissor estar num local não muito favorável.
A nível de programação, se calhar fazem um trabalho mais local que algumas outras rádios algarvias, mas nada de especial.
Eu estou a estudar no norte, e oiço muitas as rádios locais do norte. E não tem qualquer tipo de comparação com as rádios locais do Algarve...
Claro que no norte há mais indústria, há mais publicidade, mas no Algarve falta uma rádio que se dedique a 100% à região.
Fóia, Gilão ou Lagoa não cumprem esse propósito?

Enviado do meu MI 9 através do Tapatalk

Dessas 3, a Gilão é a única que ainda vai cumprindo.
Mas a Gilão, já não é a Gilão de outros tempos.
A Lagoa também cumpre minimamente.
E a Fóia atualmente nem programa da manhã tem.
Isto no Algarve está muito mau...

SamM

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 399
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #17 em: Dezembro 21, 2023, 11:05:25 pm »
Para crescer, a Observador precisa urgentemente de emissores em:

- Coimbra
- Braga (lamento, mas 98,4 MHz, frequência anunciada como servindo a cidade dos arcebispos, não entra bem)
- Faro

Isto é no imediato. Que se deixem da aventura em Leiria e se concentrem nestas 3 capitais de distrito.

Que irresponsabilidade! O concelho de Faro e Olhão não tem licenças abertas para rádios locais (excepto a RUA) e vêm escrever que a Observador tem que garantir uma frequência? O que precisamos aqui é de uma rádio local forte! Não precisamos, seguramente, de uma rádio que replica a Antena1 ou TSF e que serve apenas os interesses de certos poderes instalados, em vez de uma rádio local que verdadeiramente sirva as necessidades de quem vive cá.
« Última modificação: Dezembro 26, 2023, 10:47:09 pm por AG »

pdnf

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 5460
  • Foi a Rádio que fez Abril!
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #18 em: Dezembro 21, 2023, 11:22:49 pm »
As necessidades não são mutuamente exclusivas: é bom para o setor que exista mais pluralismo. Esse faz-se, quer com mais rádios nacionais e fortes, quer com rádios regionais igualmente fortes e sustentáveis. É daí que vem a minha aversão a jukeboxs, razão pela qual preferia que fosse aberto um novo concurso, em que se pemitisse ir a jogo aos incumbentes e a novos operadores, do que renovar alvarás. Os melhores projetos não são certamente passar música ao cm (a metro ainda tem locução de continuidade pelo meio).
Rádio é:
Ir ao fim da Rua, a ligar Portugal, aconteça o que acontecer.
Mais música nova para sentir (e decidir).
Estar no carro, em casa, em todo o lado, só se quiseres.
Saber que se a vida tem uma música, ela passa-a.
É a arte que toca, mais do que música...PESSOAS. Ah, and all that "unique" soul.

SamM

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 399
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #19 em: Dezembro 21, 2023, 11:42:41 pm »
As necessidades não são mutuamente exclusivas: é bom para o setor que exista mais pluralismo. Esse faz-se, quer com mais rádios nacionais e fortes, quer com rádios regionais igualmente fortes e sustentáveis. É daí que vem a minha aversão a jukeboxs, razão pela qual preferia que fosse aberto um novo concurso, em que se pemitisse ir a jogo aos incumbentes e a novos operadores, do que renovar alvarás. Os melhores projetos não são certamente passar música ao cm (a metro ainda tem locução de continuidade pelo meio).

A sua intenção de associar imediatamente a abertura de uma frequência para uma suposta "jukebox", diz bem da sua visão centralista e colonialista com o objetivos de catalogar o que é local, de fraca qualidade e o de "novos operadores" libertos dessa doença. Lamento dizer-lhe, mas com sede em Lisboa já temos aqui algumas Jukeboxes, ou vai me dizer que a CidadeFm, M80 e mesmo a RR não são? Só porque emitem desde Lisboa já não são? O que os algarvios desta zona central da região precisam é de, na abertura de uma nova frequência, prioritariamente ter uma rádio local forte. O resto, para nós, é acessório. Bem sei que, para quem escreve de Lisboa o importante é colonizar... Não me vou alongar mais pois o tópico é sobre Bareme.
« Última modificação: Dezembro 21, 2023, 11:45:32 pm por SamM »

Atento

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 5880
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #20 em: Dezembro 22, 2023, 12:33:46 am »
O que deve ser uma rádio local?
A) Ter boa informação local/regional;
B) Dar voz aos protagonistas da região,  incluindo, naturalmente, vozes da sociedade civil;
C) Acompanhar os principais eventos locais e as várias equipas das várias modalidades desportivas.


Uma rádio local não é replicar as rfms, comerciais e afins...

pdf

  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 713
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #21 em: Dezembro 22, 2023, 09:22:16 am »
Para crescer, a Observador precisa urgentemente de emissores em:

- Coimbra
- Braga (lamento, mas 98,4 MHz, frequência anunciada como servindo a cidade dos arcebispos, não entra bem)
- Faro

Isto é no imediato. Que se deixem da aventura em Leiria e se concentrem nestas 3 capitais de distrito.

Que irresponsabilidade! O concelho de Faro e Olhão não tem licenças abertas para rádios locais (excepto a RUA) e vêm escrever que a Observador tem que garantir uma frequência? O que precisamos aqui é de uma rádio local forte! Não precisamos, seguramente, de uma rádio que replica a Antena1 ou TSF e que serve apenas os interesses de certos poderes instalados, em vez de uma rádio local que verdadeiramente sirva as necessidades de quem vive cá.
Sim, tem.

Mais alguma questão?


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk

pdnf

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 5460
  • Foi a Rádio que fez Abril!
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #22 em: Dezembro 22, 2023, 10:02:03 am »
As necessidades não são mutuamente exclusivas: é bom para o setor que exista mais pluralismo. Esse faz-se, quer com mais rádios nacionais e fortes, quer com rádios regionais igualmente fortes e sustentáveis. É daí que vem a minha aversão a jukeboxs, razão pela qual preferia que fosse aberto um novo concurso, em que se pemitisse ir a jogo aos incumbentes e a novos operadores, do que renovar alvarás. Os melhores projetos não são certamente passar música ao cm (a metro ainda tem locução de continuidade pelo meio).

A sua intenção de associar imediatamente a abertura de uma frequência para uma suposta "jukebox", diz bem da sua visão centralista e colonialista com o objetivos de catalogar o que é local, de fraca qualidade e o de "novos operadores" libertos dessa doença. Lamento dizer-lhe, mas com sede em Lisboa já temos aqui algumas Jukeboxes, ou vai me dizer que a CidadeFm, M80 e mesmo a RR não são? Só porque emitem desde Lisboa já não são? O que os algarvios desta zona central da região precisam é de, na abertura de uma nova frequência, prioritariamente ter uma rádio local forte. O resto, para nós, é acessório. Bem sei que, para quem escreve de Lisboa o importante é colonizar... Não me vou alongar mais pois o tópico é sobre Bareme.
SamM acho que não percebeu o meu comentário. Para mim julebox são rádios sem gente dentro, ao estilo Rádio 5, Linear, Batida FM, etc. Diria que das nacionais, a que mais próxima anda do conceito é a M80, e mesmo assim, para mim não é, embora discorde profundamente de que oucupe a RRS com tal projeto. Comercial e RFM são temáticas musicais. RR que numas manhãs tem duas músicas por hora, e fora delas, há informação 24/7, algum desporto, e intervenções regulares dos animadores, é ousado chamá-la de tal. Quando referi novo concurso, há a possibilidade de irem players locais, a apresentar um projeto verdadeiramente local. E sim, tal deveria ser majorado no dito concurso. Dito isto, também me parece que seria importante dar-se condições para que novos grupos nacionais possam crescer. No tocante às locais, penso que seria mais útil avançar-se para um modelo de rádios regionais (NUT's III) fortes, do que concelhias.
Finalmente, não escrevo de Lisboa, mas sim da periferia de Vila Nova de Gaia. Conheço bem o que são os efeitos do centralismo, que combato, sem odiar Lisboa.
Rádio é:
Ir ao fim da Rua, a ligar Portugal, aconteça o que acontecer.
Mais música nova para sentir (e decidir).
Estar no carro, em casa, em todo o lado, só se quiseres.
Saber que se a vida tem uma música, ela passa-a.
É a arte que toca, mais do que música...PESSOAS. Ah, and all that "unique" soul.

PMSMR

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 50
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #23 em: Dezembro 22, 2023, 01:47:36 pm »

Pegando na questão levantada pelo SamM, o que justifica que no distrito de Faro  seja uma sangria para as rádios locais em relação a outras regiões em que à partida parecem ter menos capacidade financeira/população residente? Pelas minhas contas 8 alvarás locais já se perderam ao longo dos anos.

livelx90

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 172
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #24 em: Dezembro 25, 2023, 05:47:23 pm »
<< De acordo com o Bareme Rádio da Marktest, a Rádio Alto Minho de Viana do Castelo volta a reforçar a sua liderança de audiências no distrito.

De acordo com dados da Marktest e as ultimas vagas do referido Bareme, cujo crescimento do número de horas/dia em que cada português consome rádio tem sido uma realidade (ultrapassando já mais de 3 horas/dia), a Rádio Alto Minho, estação sediada em Viana do Castelo, com uma cobertura geográfica que se estende a todo o litoral norte do país, tem visto reforçada a sua posição de líder de audiências no distrito de Viana do Castelo. >>

Fonte: https://radioaltominho.pt/noticias/radio-alto-minho-reforca-lideranca-de-audiencias-no-distrito/

pdnf

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 5460
  • Foi a Rádio que fez Abril!
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #25 em: Dezembro 25, 2023, 05:57:38 pm »
E só vou dar uma pista... com a serra de Arga como barreira natural à propagação do sinal da DIAL96.8,  não sei se migrando para 96.9 não seria ainda uma estação com mais potencial no Norte do pais, a sul de Viana do Castelo. É que mesmo para Norte tem em 97.1 o emissor da ESRADIO no Aluia, para sul, é uma festa, apanha cacetada da Caima, Lamego e Pombal. Basta comparar a diferença de progressão da Afifense.
« Última modificação: Dezembro 25, 2023, 05:59:38 pm por pdnf »
Rádio é:
Ir ao fim da Rua, a ligar Portugal, aconteça o que acontecer.
Mais música nova para sentir (e decidir).
Estar no carro, em casa, em todo o lado, só se quiseres.
Saber que se a vida tem uma música, ela passa-a.
É a arte que toca, mais do que música...PESSOAS. Ah, and all that "unique" soul.

SamM

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 399
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #26 em: Dezembro 26, 2023, 03:54:27 pm »

Pegando na questão levantada pelo SamM, o que justifica que no distrito de Faro  seja uma sangria para as rádios locais em relação a outras regiões em que à partida parecem ter menos capacidade financeira/população residente? Pelas minhas contas 8 alvarás locais já se perderam ao longo dos anos.


Do que me recordo, as razões foram diversas, mas, localmente, principalmente estas foram as grandes baixas:

101.6 - Antiga Rádio Clube do Sul (Faro) - Alvará não renovado por dividas à AT e SS, entre outros creio eu... Cumpria aceitavelmente o serviço de rádio local e considero uma perda significativa. Tinha relatos dos clubes da terra. Atualmente a frequência difunde a TSF;

92.2 - antiga Rádio Atlântico (Olhão) - Alvará não renovado por dividas à AT e SS, entre outros creio eu... Cumpria aceitavelmente o serviço de rádio local e considero uma perda significativa. Frequência não atribuída;

100.1 - Rádio Clube São Brás - (São Brás de Alportel) - Álvara renovado mas poucos anos mais tarde, o proprietário cessou a atividade, alegadamente sem dividas conhecidas. Cumpria de forma responsável o serviço de rádio local e considero um perda importante;

Outras frequências desapareceram; 102.3 e 104.0 que transitaram da extinta Rádio Capital pelo Grupo Contreiras, mas os álvaras foram recolhidos pela ERC.

No caso das duas primeiras, principalmente considero a questão da fraca gestão comercial, também fruto da região assentar a sua industria em empresas do sector hoteleiro, que não explora o mercado rádio de forma consistente... Poucas sinergias e apoios com as entidades locais, seja associações, camaras, juntas de freguesia, etc...

Infelizmente, parace-me que a médio prazo mais duas ou três cairão pelo mesmo motivo...
« Última modificação: Dezembro 26, 2023, 03:58:53 pm por SamM »

nelsonsoares

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 409
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #27 em: Dezembro 26, 2023, 05:36:58 pm »

Pegando na questão levantada pelo SamM, o que justifica que no distrito de Faro  seja uma sangria para as rádios locais em relação a outras regiões em que à partida parecem ter menos capacidade financeira/população residente? Pelas minhas contas 8 alvarás locais já se perderam ao longo dos anos.


Do que me recordo, as razões foram diversas, mas, localmente, principalmente estas foram as grandes baixas:

101.6 - Antiga Rádio Clube do Sul (Faro) - Alvará não renovado por dividas à AT e SS, entre outros creio eu... Cumpria aceitavelmente o serviço de rádio local e considero uma perda significativa. Tinha relatos dos clubes da terra. Atualmente a frequência difunde a TSF;

92.2 - antiga Rádio Atlântico (Olhão) - Alvará não renovado por dividas à AT e SS, entre outros creio eu... Cumpria aceitavelmente o serviço de rádio local e considero uma perda significativa. Frequência não atribuída;

100.1 - Rádio Clube São Brás - (São Brás de Alportel) - Álvara renovado mas poucos anos mais tarde, o proprietário cessou a atividade, alegadamente sem dividas conhecidas. Cumpria de forma responsável o serviço de rádio local e considero um perda importante;

Outras frequências desapareceram; 102.3 e 104.0 que transitaram da extinta Rádio Capital pelo Grupo Contreiras, mas os álvaras foram recolhidos pela ERC.

No caso das duas primeiras, principalmente considero a questão da fraca gestão comercial, também fruto da região assentar a sua industria em empresas do sector hoteleiro, que não explora o mercado rádio de forma consistente... Poucas sinergias e apoios com as entidades locais, seja associações, camaras, juntas de freguesia, etc...

Infelizmente, parace-me que a médio prazo mais duas ou três cairão pelo mesmo motivo...
Falta a Rádio ASA (99.1), que atualmente difunde a RDP África, e a Rádio Santa Maria (90.9), que antes difundia a TSF, antes desta passar para a frequência da RCS.
Não sei quais foram os motivos destas caírem.
No Algarve, neste momento, há muito poucas rádios a fazer um serviço verdadeiramente local.
A Total e a Vicentina são autênticas jukebox's, a Rádio Santo António alegadamente nem noticiários tem, a Fóia está a mínimos, e alegadamente com dificuldades em manter-se financeiramente. A Solar confirmaram-me que alegadamente também não está famoso para aqueles lados.
Nem sei o que dizer relativamente ao cenário das rádios locais algarvias...
O meu desejo é que todas se mantenham, porque nestes últimos 20 anos caíram demasiadas rádios na minha região, mas não está mesmo nada fácil...

Luisf662

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 81
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #28 em: Dezembro 26, 2023, 05:39:23 pm »
Para crescer, a Observador precisa urgentemente de emissores em:

- Coimbra
- Braga (lamento, mas 98,4 MHz, frequência anunciada como servindo a cidade dos arcebispos, não entra bem)
- Faro

Isto é no imediato. Que se deixem da aventura em Leiria e se concentrem nestas 3 capitais de distrito.

Que irresponsabilidade! O concelho de Faro e Olhão não tem licenças abertas para rádios locais (excepto a RUA) e vêm escrever que a Observador tem que garantir uma frequência? O que precisamos aqui é de uma rádio local forte! Não precisamos, seguramente, de uma rádio que replica a Antena1 ou TSF e que serve apenas os interesses de certos poderes instalados, em vez de uma rádio local que verdadeiramente sirva as necessidades de quem vive cá.
Serve os interesses da direita radical.

Enviado do meu Redmi 7 através do Tapatalk


Atento

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 5880
Re: Rádios locais do Algarve
« Responder #29 em: Dezembro 26, 2023, 06:01:33 pm »
Para crescer, a Observador precisa urgentemente de emissores em:

- Coimbra
- Braga (lamento, mas 98,4 MHz, frequência anunciada como servindo a cidade dos arcebispos, não entra bem)
- Faro

Isto é no imediato. Que se deixem da aventura em Leiria e se concentrem nestas 3 capitais de distrito.

Que irresponsabilidade! O concelho de Faro e Olhão não tem licenças abertas para rádios locais (excepto a RUA) e vêm escrever que a Observador tem que garantir uma frequência? O que precisamos aqui é de uma rádio local forte! Não precisamos, seguramente, de uma rádio que replica a Antena1 ou TSF e que serve apenas os interesses de certos poderes instalados, em vez de uma rádio local que verdadeiramente sirva as necessidades de quem vive cá.
Serve os interesses da direita radical.

Enviado do meu Redmi 7 através do Tapatalk


Replica a Antena1 e TSF???

E DEPOIS?

Pelo menos tem jornalistas,  colaboradores e gente dentro.



Direita radical?

Que partidos pertencem à tsl direita radical?