Autor Tópico: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores  (Lida 92436 vezes)

ZECA

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 209
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #15 em: Março 11, 2016, 01:07:04 pm »
Caro Abílio,  ainda posso falar pela minha boca?  Eu também poderia lhe dizer o mesmo,  mas sempre tive paciência para ler toda a gente. É  a democracia..

guest6

  • Visitante
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #16 em: Março 11, 2016, 01:39:34 pm »
Caro Abílio,  ainda posso falar pela minha boca?  Eu também poderia lhe dizer o mesmo,  mas sempre tive paciência para ler toda a gente. É  a democracia..

Claro que sim... Passe bem...

PedroTavares

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 37
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #17 em: Março 12, 2016, 01:39:57 am »
Tenho de reconhecer, a Smooth FM em termos de cobertura não está nada má para a pequena rede de emissores. A emissão de Figueiró- 92.8 chega mal a Aveiro mas ouve-se bem em Coimbra, Ourém, Abrantes e outros concelhos da região, comuta a sul com Santarém (97.7). Depois de Santarém, comuta com a emissão de Lisboa (96.6). Quanto a Barreiro 103.0, é um emissor pouco útil. Aquilo renderia se mudassem o emissor para um sítio mais alto na margem sul. Com a melhoria de cobertura do emissor 103.0, a rádio que até tem uma playlist interessante, até era capaz de chegar mais longe.

JLopes

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 14
  • Radio, live transmission.
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #18 em: Março 13, 2016, 01:16:51 am »
Nem a frequência de Lisboa não está livre de problemas. Em Grândola, além da fortíssima pressão da Rádio Comercial (96.8)  chega a ser comida pela RR (96.5). E os 103.0 está longe de ser alternativa. Aliás praticamente nem se ouve.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 873
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #19 em: Março 13, 2016, 01:53:23 pm »
A mais-valia de uma rádio do tipo da Smooth FM é de divulgar géneros musicais nem sempre conhecidos pelo grande público, bem como de dar a conhecer grandes intérpretes e compositores (ouvem-se temas em que a voz de facto cria impacto, empatia e a melodia cativa). Pela perspetiva da música feita com alma/entrega (digamos assim), são relembrados alguns valores da sociedade ocidental a que pertencemos e que têm sido postos em causa na era pós globalização, em que cada um se reduz a um genérico número estatístico. As sociedades transformaram-se em sociedades de consumo imediato e os mercados sem rosto governam o ocidente (a ganância do poder económico, a corrupção, sobrepõem-se à politica, à cidadania, ao estado de direito e têm, paulatinamente, estrangulado o modo de vida de todos). Uma sociedade passiva, pautada pelo individualismo, de massas sem causas, “entretidas” com produtos e tecnologias de massas, assiste-se que é facilmente manipulada pelos poderes não eleitos e que atuam à margem do estado de direito. Há poucas décadas um estado apontado como “lixo”, independentemente da origem da acusação, daria origem a uma guerra. Hoje, as agências de rating fazem-no e não se assiste a uma reação veemente contra isso…

Uma das finalidades da rádio do ocidente é de mostrar as diferentes facetas da cultura ocidental, não se fechar sobre si mesma e sobre o mesmo tipo de produto de massas, e inovar nesse sentido, dando a conhecer ao auditório outras facetas de olhar o mundo, aumentando-lhe a cultura geral e sentido crítico. Na perspetiva musical a Smooth FM cumpre o desígnio mas, a meu ver, deve diversificar mais os temas que apresenta com nomes da música que são reconhecidos por todos como referenciais de qualidade quer seja no rock, pop, etc., emblemáticos de diferentes gerações, sem perder o rumo da matriz original. Há espaço para melhorias nesse aspeto e potencial de crescimento, caso os ouvintes percecionem que a matriz da rádio se foca na qualidade e intemporalidade, com suporte em nomes, temas que também são conhecidos pelo segmento de público mais amplo.

Relativamente à pequena rede de emissores, é de destacar que entre Lisboa e Porto, apenas dois emissores asseguram a emissão entre as duas maiores metrópoles do país. A escolha foi, de facto, bem feita. Se os condutores que viajam entre Lisboa e Porto escolherem adequadamente o trajeto, podem ouvir a Smooth FM entre Lisboa e Porto sem perdas de sinal. Para isso, basta optarem pela A13 em vez da A1 (aqui desde a área de serviço de Leiria até sul de Pombal a sintonia afigura-se problemática). O que não deixa de ser caricato é que o emissor  de toda a rede que cobre a maior área é aquele que tem a menor potência. A potência de 92.8 deve aumentada, tendo em vista o conforto de escuta dos ouvintes, em consequência da melhoria significativa de sinal na região. Outro aspeto importante é alocação de um emissor na zona de Leiria para a rede Smooth FM. Nesse caso, todo o trajeto da A1 passa a ter sinal da estação de rádio, de Lisboa ao Porto e, obviamente, que irá beneficiar os residentes da região com uma rádio de eleição e alternativa à oferta radiofónica que já dispõem. Para terminar, refiro que o emissor de 92.8 exibe uma qualidade de som muito boa, com graves extensos, agudos precisos e gama dinâmica rica, o que proporciona momentos de escuta agradáveis para quem o sintoniza.

Linxtuga

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 400
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #20 em: Março 29, 2016, 11:17:41 am »
Nem a frequência de Lisboa não está livre de problemas. Em Grândola, além da fortíssima pressão da Rádio Comercial (96.8)  chega a ser comida pela RR (96.5). E os 103.0 está longe de ser alternativa. Aliás praticamente nem se ouve.

Em Grândola? Basta chegar a Lagameças ou aos Olhos de Água (zona norte de Palmela na N379-2) e começam as dificuldades - os 96.8 são fortes o suficiente para servirem muito bem como complementares aos 97.4 em Lisboa no concelho de Palmela, é esse o seu papel.

Os 103.0 chegam em boas condições apenas a Alcácer do Sal além da península e é aí, em particular também na margem sul, que são de facto úteis porque os 96.6 estão praticamente tapados pela Comercial. O sinal de ambos é bastante forte...

Danl

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 354
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #21 em: Março 29, 2016, 09:22:27 pm »
A mais-valia de uma rádio do tipo da Smooth FM é de divulgar géneros musicais nem sempre conhecidos pelo grande público, bem como de dar a conhecer grandes intérpretes e compositores (ouvem-se temas em que a voz de facto cria impacto, empatia e a melodia cativa). Pela perspetiva da música feita com alma/entrega (digamos assim), são relembrados alguns valores da sociedade ocidental a que pertencemos e que têm sido postos em causa na era pós globalização, em que cada um se reduz a um genérico número estatístico. As sociedades transformaram-se em sociedades de consumo imediato e os mercados sem rosto governam o ocidente (a ganância do poder económico, a corrupção, sobrepõem-se à politica, à cidadania, ao estado de direito e têm, paulatinamente, estrangulado o modo de vida de todos). Uma sociedade passiva, pautada pelo individualismo, de massas sem causas, “entretidas” com produtos e tecnologias de massas, assiste-se que é facilmente manipulada pelos poderes não eleitos e que atuam à margem do estado de direito. Há poucas décadas um estado apontado como “lixo”, independentemente da origem da acusação, daria origem a uma guerra. Hoje, as agências de rating fazem-no e não se assiste a uma reação veemente contra isso…

Uma das finalidades da rádio do ocidente é de mostrar as diferentes facetas da cultura ocidental, não se fechar sobre si mesma e sobre o mesmo tipo de produto de massas, e inovar nesse sentido, dando a conhecer ao auditório outras facetas de olhar o mundo, aumentando-lhe a cultura geral e sentido crítico. Na perspetiva musical a Smooth FM cumpre o desígnio mas, a meu ver, deve diversificar mais os temas que apresenta com nomes da música que são reconhecidos por todos como referenciais de qualidade quer seja no rock, pop, etc., emblemáticos de diferentes gerações, sem perder o rumo da matriz original. Há espaço para melhorias nesse aspeto e potencial de crescimento, caso os ouvintes percecionem que a matriz da rádio se foca na qualidade e intemporalidade, com suporte em nomes, temas que também são conhecidos pelo segmento de público mais amplo.

Relativamente à pequena rede de emissores, é de destacar que entre Lisboa e Porto, apenas dois emissores asseguram a emissão entre as duas maiores metrópoles do país. A escolha foi, de facto, bem feita. Se os condutores que viajam entre Lisboa e Porto escolherem adequadamente o trajeto, podem ouvir a Smooth FM entre Lisboa e Porto sem perdas de sinal. Para isso, basta optarem pela A13 em vez da A1 (aqui desde a área de serviço de Leiria até sul de Pombal a sintonia afigura-se problemática). O que não deixa de ser caricato é que o emissor  de toda a rede que cobre a maior área é aquele que tem a menor potência. A potência de 92.8 deve aumentada, tendo em vista o conforto de escuta dos ouvintes, em consequência da melhoria significativa de sinal na região. Outro aspeto importante é alocação de um emissor na zona de Leiria para a rede Smooth FM. Nesse caso, todo o trajeto da A1 passa a ter sinal da estação de rádio, de Lisboa ao Porto e, obviamente, que irá beneficiar os residentes da região com uma rádio de eleição e alternativa à oferta radiofónica que já dispõem. Para terminar, refiro que o emissor de 92.8 exibe uma qualidade de som muito boa, com graves extensos, agudos precisos e gama dinâmica rica, o que proporciona momentos de escuta agradáveis para quem o sintoniza.


Os 92.8 de Figueiró dos Vinhos conseguem captar-se (com RDS) em plena A23, entre Castelo Branco e Alcains, mas rapidamente são absorvidos pelos 92.9 da Antena 2 (Portalegre).
Pena que esse emissor não seja mais potente.

estvmkt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2240
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #22 em: Março 30, 2016, 08:35:00 pm »
Bem,hoje piquei o ponto na M80,dado estar hoje a comemorar o seu 9º aniversário.
Sou é brindado,ao longo das pseudo emissões locais,com alguns problemas mas também com playlists diferenciadas,que basicamente permitem mostrar ou trazer a público as discriminações existentes entre ouvintes do interior e ouvintes do litoral.
A mim passa-me ao lado esses assuntos e depois de tanto batalhar e nada ver feito,para mim só demonstra que a MCR,nalguns casos com problemas técnicos graves,acho um milagre ainda ter licença numa frequência local (mas isto explicarei mais à frente).
Para começar,hoje,desde as 7 da manhã,que a música de abertura de hora é uma música de 2007,precisamente ano em que a M80 começou as suas emissões. Só que,nas emissões "locais" e verifiquei agora às 20,a música é outra,segue uma playlist normal. Já aquando da morte do David Bowie as locais ficaram a ver navios,pois na emissão de Lisboa tocava sempre uma música do Camaleão,já nas locais playlist normal. Pergunto eu,o que é que os ouvintes do interior (excepto Valongo,todas as outras locais são do interior do país),têm a menos que os do litoral não têm,para ainda nos dias de hoje serem considerados ouvintes de 2ª (se não são,parece que dão a entender tal).
Agora à parte que disse que iria explicar mais à frente: a emissão da M80 Manteigas. Isto de ter um emissor bem localizado é muito bonito,mas quando chega o mau tempo as condições climatéricas adversas aí é que são elas. Basicamente,os 104.4,desde que começaram a retransmitir a M80,muito muito raramente não tinham problemas de emissão. À coisa de 1 mês mais ou menos a coisa tem sido gritante: é emissão local que passa músicas em falso (tipo,dão 2 ou 3 jingles seguidos),locução quase que nem vê-la (neste caso ouvir),quando passa músicas em falso chega-se ao ponto de por vezes esgotar tudo o que está pronto a emitir e acontecer a emissão ficar totalmente em branca,isto a emissão local,uns 3 ou 4 seguidos (em que só a nacional é que dá). Mas,até na emissão nacional isso acontece,com os 104.4: por vezes a emissão local só entra 8 minutos depois da hora,mix's de enchimento ao longo da emissão nacional ou publicidade regional (que só algumas frequências dão),por vezes entra tarde e quando retoma a emissão em cadeia sai sempre algo cortado.
Menos grave é a situação dos 95.6 de Viseu,em que em tudo o que seja entradas na emissão cadeia leva-se com fade in,em que por vezes nota-se mais o mesmo,outras vezes não (situação que se mantêm desde final de 2014).
Isto tudo porque resolverem fazer tudo através de satélite em vez de  softwares informáticos...
Posto isto,e posto estar a ser repetitivo,eu pergunto,que políticas são estas da MCR,no que ao funcionamento das suas rádios diz respeito?
Que tipo de técnicos e meios têm ao dispôr em que os problemas persistem,sendo que a própria MCR tem conhecimento de toda a situação?
Outra coisa que me traz à baila,porque é que até hoje a Rádio Comercial não conseguiu apresentar um projeto para ter frequências,pelo menos em Viana do Castelo e na serra da Marofa?
Pergunto,acima de tudo,qual o respeito que o grupo MCR tem pelos seus ouvintes?
Porquê tanto alarido com isto,com aquilo quando coisas mais importantes como terem as suas rádios a funcionar corretamente não conseguem assegurar,nem tão pouco resolver problemas de longissima duração?
É a minha pergunta...
E só para terminar,e relativamente aos problemas afetos aos emissores da M80 que referi,sendo eu um leigo,e acredito que a maioria dos membros do Fórum também o seja,de que forma poderia a MCR resolver os mesmos (deixar somente a opinião como leigo).

Edit:desculpem mais uma vez ser super repetitivo,mas acreditem,fazer zapping no rádio e levar com problemas persistentes é algo que me causa certa estranheza. Sabendo de antemão que no litoral,se for a Aveiro Porto ou Coimbra ouço essas rádios sem estes problemas técnicos...

Boxx

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 938
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #23 em: Março 30, 2016, 10:08:23 pm »
Em vez de um problema técnico, creio que é mais um problema de falta de técnica...

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 873
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #24 em: Março 31, 2016, 12:35:24 pm »
Os 92.8 de Figueiró dos Vinhos conseguem captar-se (com RDS) em plena A23, entre Castelo Branco e Alcains, mas rapidamente são absorvidos pelos 92.9 da Antena 2 (Portalegre).
Pena que esse emissor não seja mais potente.

Breve caracterização do emissor de Figueiró dos Vinhos:

Frequência: 92,8 MHz; Potência: 1 kW; Rede/estação emissora:  Smooth FM
Localização: Serra de S. João, 1000 m

Parâmetros   |   Apreciação [0--> min;  5 --> max]
Fidelidade do som   [ *****]
Serviço RDS   [ *****]
Área de cobertura   [ ***--]
Estabilidade do sinal no interior do perímetro de cobertura  [**---]

Veredicto:
Pontos fortes: Qualidade de som, serviço RDS, sincronismo do som com o de outros emissores (quando há interseção de coberturas), localização
Aspetos a melhorar: aumento da potência (demasiado baixa, prejudica os ouvintes)

ZECA

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 209
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #25 em: Março 31, 2016, 02:43:10 pm »
Grave é estar a ouvir a M80 Valongo ouvindo a locutora a dizer que é a M80 Valongo estando ela sentada Em Lisboa.  Isso é  gozar com os Valonguenses cuja frequência é  utilizada pela M80 enganando os ouvintes. Nunca referem que estão em Lisboa,  curioso.  Omitem sempre isso. Pior é ver que por hora a papagaio de serviço lê  uma notícia sobre Valongo,  recorrendo ao site da Cm de Valongo.  Uma vergonha ao ponto que chegou a rádio em Portugal.  Nenhum país na Europa permite que se diga que se está  a ouvir a rádio da localidade A estando o animador na localidade B. Só  neste país miserável.

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2742
  • NSTALGIA
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #26 em: Março 31, 2016, 05:21:39 pm »
Grave é estar a ouvir a M80 Valongo ouvindo a locutora a dizer que é a M80 Valongo estando ela sentada Em Lisboa.  Isso é  gozar com os Valonguenses cuja frequência é  utilizada pela M80 enganando os ouvintes. Nunca referem que estão em Lisboa,  curioso.  Omitem sempre isso. Pior é ver que por hora a papagaio de serviço lê  uma notícia sobre Valongo,  recorrendo ao site da Cm de Valongo.  Uma vergonha ao ponto que chegou a rádio em Portugal.  Nenhum país na Europa permite que se diga que se está  a ouvir a rádio da localidade A estando o animador na localidade B. Só  neste país miserável.
Subscrevo inteiramente.

Se é para ser assim, mais vale retirar os limites de frequências temáticas a emitir em cadeia. É melhor do que esta hipocrisia.

estvmkt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2240
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #27 em: Março 31, 2016, 06:59:03 pm »
Então ouvir a M80 Manteigas aquilo é de rir,parece mais que o narrador está a ter uma conversa de café.
É o Francisco Gil que faz e nem músicas apresenta nem nada,os takes resumem-se: daqui a pouco vou falar vos sobre assunto x e depois no outro take explica o referido assunto.
A Ana Carreira,que faz os 95.6 gosto mais,fala mais sobre os assuntos,sente-se mais à vontade e apresenta as músicas.
Mas sim,concordo com o que foi dito,é rídiculo tal...
Só em Portugal isto é permitido.
Mas há mais rádios que roçam o rídiculo: a RCI,tirando o Programa da Manhã,é tudo feito desde Lisboa,a RCS de Seia a mesma coisa e há uma rádio de Nelas que se julga ser rádio de Viseu (Estação Diária),em que aqui é o cúmulo,têm emissor em Nelas,porque se pudessem tinham tudo em Viseu... Mas quando há noticiários e até mesmo relatos de futebol é tudo menos o concelho de Nelas. Focam-se essencialmente em Viseu.

« Última modificação: Março 31, 2016, 07:06:57 pm por estvmkt »

ZECA

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 209
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #28 em: Março 31, 2016, 07:31:45 pm »
Por alguma razão somos um país miserável,  de corrupção,  centralista e cada vez mais pobre.  O pior é ver fóruns como este onde pessoas que dizem gostar de rádio apenas se preocupam se a rádio X de Lisboa vai ter mais emissores e nunca os vi preocupados com a falta de emprego por esse país fora em comunicacao social,  falta de voz dos concelhos e o atrofiamsnto total do país por Lisboa.  É  sinal que há muita gente neste fórum que ganha com tudo isso,  ou então,  pouco ou nada gosta da sua cidade ou região.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 873
Re: Bauer Media Audio Portugal - rede de emissores
« Responder #29 em: Março 31, 2016, 08:16:14 pm »
Viva o populismo. A culpa é sempre de Lisboa e do seu exército que toma os emissores à força, os antigos proprietários são sempre as vítimas, não ganharam nada com isso. A responsabilidade é sempre dos outros. Só falta afirmar que as frequências foram cedidas sob ameaça, quando quem as tutelava respirava de saúde financeira. Conversa de surdos daqueles que ainda não descodificaram o mundo em que vivem, nem tampouco as alterações substanciais no consumo de rádio. Esta situação deve-se àqueles que cederam as frequências, não a quem as adquiriu ou explora, em última análise aos que vivem nas regiões/cidades. Ainda há quem crie fantasias e gere confusão com isto tudo. O problema não vem de fora, está dentro.