Autor Tópico: Smooth FM  (Lida 132517 vezes)

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 872
Smooth FM
« em: Junho 04, 2016, 12:37:11 am »
Tópico para discutir assuntos relacionados com a Smooth FM.
« Última modificação: Fevereiro 19, 2022, 10:49:15 pm por AG »

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2733
  • NSTALGIA
Re: Smooth FM
« Responder #1 em: Junho 16, 2016, 12:06:53 am »
A Paula tem estado nas manhãs, também.
Esta rádio com um pouco mais de 'investimento' seria bem melhor, é pena. Assim fica um produto incompleto e sem grande identidade.
Ainda assim fico contente com o seu sucesso, assim como (e sobretudo) com o da Vodafone FM. Tinha razão quando defendia que uma rádio de música alternativa com emissores em cidades como Lisboa, Porto e Coimbra teria muito potencial.

estvmkt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2228
Re: Smooth FM
« Responder #2 em: Junho 16, 2016, 05:19:32 pm »
A Paula está em ambas as rádios.
Faz as férias da locutora da Smooth.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 872
Re: Smooth FM
« Responder #3 em: Junho 16, 2016, 10:31:08 pm »
A Smooth FM veio preencher um lugar vazio na rádio portuguesa. O ouvinte não sintoniza a estação ao acaso, sabe o que encontra: um produto radiofónico com enfoque na primazia da seleção musical. A identidade foi encontrada. Falta-lhe carácter pela praticamente inexistente dinamização/moderação de radialistas, não há uma grelha de programas estruturada e verifica-se a excessiva repetição de alguns temas. Com outro investimento e visão, esta rádio seria bem melhor.

A qualidade áudio dos emissores é do melhor que podemos sintonizar. Não há reparos a fazer nesta matéria. A equipa técnica sabe o que faz, e faz bem.

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2733
  • NSTALGIA
Re: Smooth FM
« Responder #4 em: Junho 16, 2016, 11:27:09 pm »
A qualidade áudio dos emissores é do melhor que podemos sintonizar. Não há reparos a fazer nesta matéria. A equipa técnica sabe o que faz, e faz bem.
Nesse aspecto, a ex-RDP tem muito a aprender com a MCR...

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 872
Re: Smooth FM
« Responder #5 em: Junho 16, 2016, 11:56:04 pm »
A fidelidade do áudio da Smooth FM supera o da Rádio Comercial e M80, que pertencem ao mesmo grupo. Não comparo com a Rádio Cidade porque não oiço. Assim, não me é possível afirmar que é o áudio mais equilibrado, extenso nos graves, agudos definidos, detalhado na gama de frequência audíveis e com impacto dinâmico (sonoro) do grupo MCR.

Supera o áudio das Rádios do grupo RTP, a RR aproxima-se, embora, na minha opinião esteja uns furos abaixo. Portanto, trata-se de uma rádio com um pequeno parque de emissores, mas que estão otimizados na performance sonora. Um bom trabalho, sem dúvida. Falta-lhe um emissor que sirva Leiria & região oeste, e mais potência atribuída a 92.8.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 872
Re: Smooth FM
« Responder #6 em: Agosto 13, 2016, 07:46:38 pm »
Excelente seleção de temas que a “Smooth” passou hoje à tarde. Incluiu a recuperação de sons que, de alguma forma, marcaram a história da música e cultura contemporânea, tais como Ray Charles – Hit the road Jack (1962), uma potente projeção vocal para a causa do término da segregação racial nos EUA, e que, para muitos de nós, associamos aos sons que a rádio passava na nossa infância. Gene Kelly - Singin' in the rain (1952), para uma geração é impossível dissociar esta canção das reuniões de família no Natal e de todo o ambiente envolvente, é que houve uma época em que a RTP transmitia os grandes clássicos de Hollywood nesta data, que incluía este filme. Glenn Miller - Pennsylvania 6-5000 (1940), sons de orquestra clássicos e intemporais. Já vão duas aquisições de coletâneas do Glenn Miller e ainda não apanhei as versões que a “Smooth” transmite (são as mesmas que a “Nostalgia” difundia quando ocupava a rede regional sul) e que são aquelas que me soam melhor. Carga simbólica não faltou na emissão de hoje à tarde. A “Smooth” também tem vindo a assinalar a edição do álbum de Marvin Gaye – What’s going on (1971), faz 45 anos. Tão-somente considerado pela crítica especializada como o 6.º melhor álbum de todos os tempos. Segui a recomendação e já tenho aqui o CD que estava à venda na FNAC Coimbra, pela módica quantia de 5€. De facto foi inovador e percursor de um conceito de música, na época em que a música era composta por músicos criativos, que procuravam superar-se, tocada com instrumentos, com alma, ao invés de hoje que se resume a imagem e multimédia, sem chama que emana da música em si, uma espécie de “chapa 5”.

A “Smooth” pode e deve expandir os temas que transmite. Mark Knopfler, Eric Clapton, Sting, entre outros já são difundidos pela estação, embora com menor frequência do que outros com menos qualidade. Há um enorme “arsenal” de música, que não se cinge a jazz, R&B, soul, etc. que tem lugar numa rádio com as características desta estação. Atendendo ao panorama da rádio em Portugal esta é única estação que tem condições para o fazer, aumentando a sua audiência, mas o mais importante, evitando que grandes temas, de qualidade inegável, caiam no esquecimento e nem sequer sejam conhecidos pelas atuais gerações. A “Smooth” pode  (e deve) melhorar o serviço público que presta ao país.

Boxx

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 937
Re: Smooth FM
« Responder #7 em: Agosto 14, 2016, 09:17:23 am »
Excelente seleção de temas que a “Smooth” passou hoje à tarde. Incluiu a recuperação de sons que, de alguma forma, marcaram a história da música e cultura contemporânea, tais como Ray Charles – Hit the road Jack (1962), uma potente projeção vocal para a causa do término da segregação racial nos EUA, e que, para muitos de nós, associamos aos sons que a rádio passava na nossa infância. Gene Kelly - Singin' in the rain (1952), para uma geração é impossível dissociar esta canção das reuniões de família no Natal e de todo o ambiente envolvente, é que houve uma época em que a RTP transmitia os grandes clássicos de Hollywood nesta data, que incluía este filme. Glenn Miller - Pennsylvania 6-5000 (1940), sons de orquestra clássicos e intemporais. Já vão duas aquisições de coletâneas do Glenn Miller e ainda não apanhei as versões que a “Smooth” transmite (são as mesmas que a “Nostalgia” difundia quando ocupava a rede regional sul) e que são aquelas que me soam melhor. Carga simbólica não faltou na emissão de hoje à tarde. A “Smooth” também tem vindo a assinalar a edição do álbum de Marvin Gaye – What’s going on (1971), faz 45 anos. Tão-somente considerado pela crítica especializada como o 6.º melhor álbum de todos os tempos. Segui a recomendação e já tenho aqui o CD que estava à venda na FNAC Coimbra, pela módica quantia de 5€. De facto foi inovador e percursor de um conceito de música, na época em que a música era composta por músicos criativos, que procuravam superar-se, tocada com instrumentos, com alma, ao invés de hoje que se resume a imagem e multimédia, sem chama que emana da música em si, uma espécie de “chapa 5”.

A “Smooth” pode e deve expandir os temas que transmite. Mark Knopfler, Eric Clapton, Sting, entre outros já são difundidos pela estação, embora com menor frequência do que outros com menos qualidade. Há um enorme “arsenal” de música, que não se cinge a jazz, R&B, soul, etc. que tem lugar numa rádio com as características desta estação. Atendendo ao panorama da rádio em Portugal esta é única estação que tem condições para o fazer, aumentando a sua audiência, mas o mais importante, evitando que grandes temas, de qualidade inegável, caiam no esquecimento e nem sequer sejam conhecidos pelas atuais gerações. A “Smooth” pode  (e deve) melhorar o serviço público que presta ao país.
A par disso, deveriam também reforçar a equipa de animadores. Na maior parte do tempo, a Smooth FM é uma "rádio fantasma".

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 872
Re: Smooth FM
« Responder #8 em: Agosto 16, 2016, 08:16:51 pm »
A par disso, deveriam também reforçar a equipa de animadores. Na maior parte do tempo, a Smooth FM é uma "rádio fantasma".

Assim é, e “contra factos, não há argumentos”. Em todo o caso, em matéria de rádios de baixo orçamento, que mantêm a emissão no ar com recurso a automação, faço a distinção entre esta e as outras (em modo de piloto automático), que regra geral são enfadonhas e não acrescentam nada de novo. Esta coloca o enfoque na música genuína, digamos assim, como forma de expressão cultural e, neste plano, a música funciona como estímulo intelectual e como fator de reposição do equilíbrio para quem a ouve e descodifica (como ler, ir ao cinema, visitar museus, exposições, assistir a concertos ao vivo, conhecer outros povos e lugares, etc., ie, as diferentes formas de expressão cultural acrescentam qualidade de vida para quem as decifra e lhes atribui um significado). Esta acrescenta algo de novo, há um fator de surpresa, já que difunde temas e autores que a maior parte de nós não conhecia e mantém padrões de excelência na seleção musical. Falta-lhe a narração e enquadramento das escolhas musicais que vão para o ar. Não encaro esta estação como uma rádio meramente comercial, mas sim de serviço público (estão aqui presentes alguns pressupostos basilares de serviço público, entre os quais a perceção de outros horizontes e os supramencionados, entre outros).

Bem, posto isto, é para informar que um incêndio andou perto do emissor de 92.8. Os órgãos de comunicação social estão a dar uma perceção errada desta temática. Isto não é obra de delinquentes, é crime organizado com intensões específicas. É um panorama desolador que se repete todos os anos, rebenta com a economia de famílias e dos concelhos que têm atividade económica na floresta. São atos deliberados e planificados, feitos com intensão, num ano arde uma determinada área (vasta) no ano seguinte arde outra área diferente, umas vezes mais para interior, outras vezes mais para litoral. Chega a haver incêndios de grandes dimensões em outubro. As autoridades devem atuar e fazer cumprir as funções que se esperam de um estado. 50% da área ardida em toda a União Europeia foi em Portugal, que triste imagem para o país e reveladora da permissividade que existe nesta matéria.

guest6

  • Visitante
Re: Smooth FM
« Responder #9 em: Agosto 16, 2016, 09:52:22 pm »
A par disso, deveriam também reforçar a equipa de animadores. Na maior parte do tempo, a Smooth FM é uma "rádio fantasma".

Assim é, e “contra factos, não há argumentos”. Em todo o caso, em matéria de rádios de baixo orçamento, que mantêm a emissão no ar com recurso a automação, faço a distinção entre esta e as outras (em modo de piloto automático), que regra geral são enfadonhas e não acrescentam nada de novo. Esta coloca o enfoque na música genuína, digamos assim, como forma de expressão cultural e, neste plano, a música funciona como estímulo intelectual e como fator de reposição do equilíbrio para quem a ouve e descodifica (como ler, ir ao cinema, visitar museus, exposições, assistir a concertos ao vivo, conhecer outros povos e lugares, etc., ie, as diferentes formas de expressão cultural acrescentam qualidade de vida para quem as decifra e lhes atribui um significado). Esta acrescenta algo de novo, há um fator de surpresa, já que difunde temas e autores que a maior parte de nós não conhecia e mantém padrões de excelência na seleção musical. Falta-lhe a narração e enquadramento das escolhas musicais que vão para o ar. Não encaro esta estação como uma rádio meramente comercial, mas sim de serviço público (estão aqui presentes alguns pressupostos basilares de serviço público, entre os quais a perceção de outros horizontes e os supramencionados, entre outros).

Bem, posto isto, é para informar que um incêndio andou perto do emissor de 92.8. Os órgãos de comunicação social estão a dar uma perceção errada desta temática. Isto não é obra de delinquentes, é crime organizado com intensões específicas. É um panorama desolador que se repete todos os anos, rebenta com a economia de famílias e dos concelhos que têm atividade económica na floresta. São atos deliberados e planificados, feitos com intensão, num ano arde uma determinada área (vasta) no ano seguinte arde outra área diferente, umas vezes mais para interior, outras vezes mais para litoral. Chega a haver incêndios de grandes dimensões em outubro. As autoridades devem atuar e fazer cumprir as funções que se esperam de um estado. 50% da área ardida em toda a União Europeia foi em Portugal, que triste imagem para o país e reveladora da permissividade que existe nesta matéria.

Caro João_s estou quase sempre de acordo com o que escreve e da forma que pensa a Radio (e não só...). Começando pelo fim: os incêndios são realmente um ENORME negocio MUITO SUJO. Vou só dar um nome: Miguel Macedo (ministro da administração interna do sr. Passos Coelho). Faça-se uma investigação séria aos anos em que foi ministro e aos 3/4 anteriores  e posteriores á sua passagem pelo governo, e se calhar vão surgir surpresas. Lembrem-se como e porquê ele saiu do governo. Mas há mais,e em todos os partidos que passaram pela governação. Adiante.

Agora sobre a Smooth, rádio que também ouço a espaços, só estou em desacordo consigo no seguinte: há mais rádios que conseguem algo semelhante e ainda conseguem ser mais abrangentes na lista musical (em Português fica melhor que playlist...), e ainda há uma que acrescenta uma animação de antena que eu considero do melhor que se faz em Portugal: Rádio Nova 98.9 (Porto). A esta eu acrescentaria a Marginal, a Oxigênio e a Nostalgia (esta para as rádios Oldies). Por coincidência, ou não, TODAS rádios com a mão sr. Montez. A Radar não considero passível de ser inserida neste patamar, mas também um excelente produto, e que podia e devia ter pelo menos frequência no Porto (para meu deleite...).
Cumprimentos

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2733
  • NSTALGIA
Re: Smooth FM
« Responder #10 em: Agosto 16, 2016, 10:30:49 pm »
E eu acrescentaria aos dois bons posts anteriores, a Rádio Radar.
A única rádio em que é possível ouvir em horário diurno os LCD Soundsystem, por exemplo, como ouvi hoje. Pena o emissor não ser grande espingarda...

PS. Não esquecer também a Vodafone FM.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 872
Re: Smooth FM
« Responder #11 em: Agosto 17, 2016, 12:17:21 am »
Que há conivências obscuras e atuação política negligente nesta matéria não restam grandes dúvidas para quem presencia estes flagelos periódicos e planeados, ano após ano, que não acontecem por causas naturais, e arranjam-se bodes expiatórios para esconder redes de crime organizado. Vou-lhe apenas relatar dois casos, enfim, perturbadores: o primeiro foi-me referido por um elemento da Igreja de um determinado concelho (não interessa qual, uma pessoa insuspeita de inventar uma história). A pessoa viu, tal como outras, avionetas a deitarem engenhos incendiários para o terreno e a surgirem focos de ignição em diferentes locais e em simultâneo, que estiveram na origem do incêndio de dimensões gigantescas que queimou grande parte do distrito de Castelo Branco em 2003, e que coincidiu com uma vaga de calor. Quantos delinquentes têm acesso a uma avioneta? Quais são as probabilidades de um tresloucado deitar fogo em vários locais diferentes, separados de quilómetros e em simultâneo? As pessoas de várias localidades tiveram de ser evacuadas, fugir à pressa de suas casas porque o incêndio ficou fora de controlo. Quando o flagelo terminou, muitos habitantes tiveram de emigrar porque ficaram sem meios de sustento – os rendimentos provinham direta ou indiretamente da floresta ou agricultura, o que agravou ainda mais a desertificação do interior. Fazendo os percursos daquelas estradas, o panorama era dantesco. Em largas dezenas de quilómetros estava tudo queimado de um lado e do outro das estradas. Consequências, quais foram? Alguém sabe? Nós também não. Em Figueiró dos Vinhos, um incêndio começa à 1 hora da manhã, com vários focos espalhados numa área considerável e em locais de acesso impossível para os veículos de combate, junto a ravinas ou penhascos. Um indivíduo sob o efeito de álcool ou drogas dificilmente consegue pegar fogo em diferentes locais de difícil acesso, espalhados entre si e em simultâneo, um indivíduo num estado de alucinação quanto muito cai pela ravina abaixo. Este incêndio colocou várias populações em perigo, queimou grande parte do concelho e passou para o concelho vizinho da Sertã. Quem lucra com isto? Nestas paragens ninguém tem dúvidas que isto é um caso de polícia. É crime.

De volta à radiodifusão, não me manifesto sobre as rádios que menciona, caro “abiliomaia”, porque os sinais não chegam até aqui. O que lhe posso referir é que a emissão da “Smooth” veio criar um oásis nas opções desérticas de escolha. Conheço muitas pessoas que ouvem esta estação emissora e que gostam.

Termino com uma referência às rádios da RTP. Sou favorável à existência do serviço público de radiodifusão e é uma desilusão quando verifico o desinvestimento de ideias, de um rumo bem definido e com propósitos tangíveis, em suma o desnorte que anda por ali. Com três redes nacionais, que se ouvem em todo o lado, três possibilidades de rádios interessantes e diferenciadas, são emissões monótonas que denotam laxismo que apresentam aos ouvintes. Ao menos podiam seguir o exemplo da restruturação e reformulação que se verifica nas emissões televisivas do grupo, com destaque para a RTP 2 e RTP 3 (ao que parece na RTP 1 a partir de setembro), que melhoraram bastante. Na rádio parece que “andam a dormir”.

ERRATA: no post anterior em vez de “intensão” deve ler-se “intenção”.

Luis Carvalho

  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1413
  • Façam a TSF Grande Outra Vez!
Re: Smooth FM
« Responder #12 em: Agosto 18, 2016, 02:32:50 am »
E eu acrescentaria aos dois bons posts anteriores, a Rádio Radar.
A única rádio em que é possível ouvir em horário diurno os LCD Soundsystem, por exemplo, como ouvi hoje. Pena o emissor não ser grande espingarda...

Apenas para acrescentar que,  pior que o da Radar, será o emissor da Oxigénio, porquanto os 102,6 são pressionados pela Rádio Marinhais (102,5), inclusivamente em certas zonas de Lisboa. Situação à qual não será alheia a imposição de restrições de azimute por parte da ANACOM. E como se não bastasse, a Sul, há que contar com o sinal forte da Antena Miróbriga (102,7 MHz). Nesse aspecto, os 97,8 "respiram"  melhor no éter, pelo menos a Sul e a Leste do emissor.
« Última modificação: Agosto 18, 2016, 02:35:18 am por Luis Carvalho »
Cumprimentos,
Luís Carvalho

Administrador do "Fórum da Rádio"

Manuel Castro

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 17
Re: Smooth FM
« Responder #13 em: Agosto 18, 2016, 01:46:26 pm »
Voltando à vaca fria, só é pena que os 103,0 Barreiro se tratem de um emissor relativamente pouco eficiente. Seria uma excelente ideia a migração para o concelho de Palmela, seguindo o exemplo da Rádio Amália.

guest6

  • Visitante
Re: Smooth FM
« Responder #14 em: Agosto 18, 2016, 02:17:42 pm »
Voltando à vaca fria, só é pena que os 103,0 Barreiro se tratem de um emissor relativamente pouco eficiente. Seria uma excelente ideia a migração para o concelho de Palmela, seguindo o exemplo da Rádio Amália.

Pois isso seria melhorar e muito a cobertura dos 103, pois Setúbal, Alcacer, Grândola e provavelmente Sines ficavam com boa cobertura coisa que penso que atualmente não acontece. E tal acho que é legalmente viável pois Barreiro e Palmela são concelhos contíguos. Alem do mais os 103 tem uma cobertura que pouco ou nada acrescenta aos 96.6 (acho eu sem certeza absoluta). Quem for da zona que confirme por favor.